Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

O que faço pelo Sporting!

Não era minha ideia deixar-me vacinar contra o bichoso gripal. De tal forma que quando falava desta minha recusa, era sistematicamente atacado pela família para que fosse vacinado, ao que sempre respondi:

- Só há um evento que me fará mudar de ideias e que será a possibilidade de ir ao futebol.

Pimba, toma lá “quépraprendres”… O governo autorizou recentemente a abertura dos estádios de futebol, mesmo que a menos de metade da lotação, o meu filho comprou hoje os bilhetes e eu tive de ir à pressa, esta tarde, fazer um teste de antigénios à farmácia e… fui aqui perto de casa à pica.

Portanto a conclusão é mui simples: pelo Sporting faço tudo… até ser vacinado.

 

Também aqui

Ruben Amorim – o comunicador campeão!

Estava desejoso de ouvir o Ruben Amorim na sua primeira Conferência de Imprensa oficial, isto é, antes de um jogo a sério.

De antemão tínhamos que os parâmetros do discurso do ano passado do nosso treinador, foram todos derrubados quando o Sporting se tornou campeão. Deste modo o verbo teria de ser, quiçá, diferente. Ou provavelmente não.

Ontem escutei com a devida atenção a CI do treinador do Sporting. Muito assertivo, como sempre aliás, com uma linha de raciocínio muito prática e coerente. Não fugiu às questões, mas manteve um discurso sereno nada empolgante nem derrotista, apenas consciente das dificuldades que se aproximam.

A diferença escutou-se apenas nas palavras em que assumiu que o Sporting, este ano, partirá para o próximo campeonato, mais forte que o ano passado. Nem melhor nem pior que os seus adversários. Portanto a matriz foi a equipa leonina de há um ano. Touché!

Referiu ainda que haverá maior exigência, tendo em conta as competições em que o Sporting estará envolvido, maior contestação com a eventualidade da presença de público, mas outrossim maior apoio do público leonino.

Assim eis um Ruben Amorim, treinador campeão, ao seu melhor nível e a manter o mesmo foco do ano passado: jogo a jogo!

Até à vitória final (acrescento eu!).

 

Também aqui

E se corre bem?

Sei que ainda faltam duas jornadas para o fim do campeonato, mas se no cimo da tabela as coisas estão definidas, na cauda ainda há muita coisa para decidir. Seja como for e tendo em consideração a vitória de ontem no jogo e consequentemente no campeonato sinto que é a hora de fazer um balanço, obviamente muito pessoal, desta época leonina.

Realisticamente o Sporting ganhou esta época dois títulos ou se preferirem um troféu e um título: a Taça da Liga e o Campeonato Nacional. Para uma equipa quase destroçada não foi pouco. Ruben Amorim entrou em Alvalade já tarde na época 2019/2020, mas ainda a tempo de perceber com que ingredientes iria trabalhar no futuro. Na conferência de imprensa da sua apresentação o treinador pergunta: “E se corre bem? O que podemos mexer com esta gente…”

E correu bem… Como foi então possível? Eis as minhas razões:

Liderança – Ruben Amorim desde cedo soube transmitir aos seus jogadores as suas ideias, não de forma impositiva, mas sendo um verdadeiro pedagogo;

Crença – Acreditar no seu trabalho é meio caminho andado para a vitória e deste modo o treinador do Sporting mostrou sempre muita crença;

Conhecimento – ter sido jogador é sempre um factor a somar, pois percebe os sentimentos de quem está no campo;

Visão de jogo – quantos jogos o Sporting esteve em desvantagem e conseguiu superar o adversário após alterações, provando deste modo que saber ler o jogo é muito importante;

Comunicação – o modo que Ruben Amorim arranjou para se bater com os jornalistas semanalmente tornou-o num mestre de comunicação. Jogo a jogo foi sempre a fórmula correcta, não criando com isso anseios desmedidos;

Querer – a maneira como o treinador leonino festejava os golos leoninos mostrou a força e o querer que havia na sua alma;

Humildade – o assumir alguns dos erros da equipa (por exemplo contra o Marítimo que culminou na eliminação do Sporting da taça de Portugal) mostrou quão importante é percebermos onde erramos, libertando com isso responsabilidade dos jogadores.

 

É assim de Ruben Amorim a maior quota parte dos sucessos leoninos. Sem este verdadeiro líder de homens, provavelmente, nenhum sportinguista estaria hoje tão feliz.

Agora basta manter a atitude!

Chorar... de alegria!

O meu Sporting brindou-me esta noite com mais uma vitória. E que vitória!

Na Croácia contra o Barcelona de Espanha, a equipa leonina de futsal sagrou-se campeã europeia da modalidade.

Fiquei sem voz e só não fui para o Marquês comemorar porque não tive companhia!

Parabéns leões. Parabéns Sporting.

Hoje já chorei de alegria!

E soube tãããããããããão bem!

Ontem à noite quase morri!

Eu sabia que o Sporting jogaria às 20 horas de ontem. Mas tendo em consideração os últimos resultados temi o pior. Vai daí desliguei o telemóvel onde recebo as mensagens de uma série de grupos ligados ao clube, incluindo família,, não acendi o rádio para escutar o relato e deixei somente o portátil ligado, mas sem aceder a sitios onde percebesse o resultado.

Entretanto ao intervalo a curiosidade foi mais forte e nessa altura percebi que o Sporting jogava só com 10, mas mantinha-se... virgem!

Fui tentar ler, mas o pensamento... estava longe. Fui tentar escrever, mas as ideias não fluiam... estavam longe. Quando finalmente pensei que o jogo havia terminado liguei a televisão num desses canais manhosos, para então perceber que o Sporting estava a ganhar faltando apenas alguns minutos para terminar.

Quando acabou o jogo e sorriu a vitória os meus gestos pareciam os de um louco. O meu coração batia tão depressa que receei morrer ali mesmo.

Porém sobrevivi. Mas as mazelas interiores ainda hoje se fazem sentir!

Um herói (ainda) desconhecido!

Conhecemo-nos há uns anos através de um blogue onde ambos escrevemos. Aliás eu ainda lá vou escrevendo... pouco! Chama-se Pedro Azevedo e já há tempos falei dele. Aqui e aqui!

O Pedro assumiu há uns tempos ser candidato à Presidência do nosso Sporting. A vida ensinou-me a não acreditar em heróis. Mas este meu amigo de boa cepa não é um herói. Ainda...

Todavia sê-lo-á se conseguir subir ao mais elevado grau na hierarquia leonina.

Pelo meio continuo a ler as suas ideias sobre o que pretende para o nosso Sporting. Gosto sinceramente do que leio.

O Pedro Azevedo será mesmo um herói porque acredito que, genuinamemnte, tentará servir o clube e não servir-se dele.

E de mim terá sempre o meu apoio. Incondicional!

Pelo Sporting!

Não imagino se o título deste breve texto se transformará numa palavra de ordem. Mas tenho a certeza que intrinsecamente será o mote.

Quando em Janeiro passado o trouxe a este espaço teci alguns elogios e aos quais não retiro uma palavra... Provavelmente, para ser mais justo, acrescentaria outras.

Como já havia referido no tal meu texto o Pedro Azevedo surgiu no meu caminho assim como por acaso. Jantar para aqui, jantar para ali sob a batuta de um blogue leonino, depressa percebi que este leão teria muito a dar ao Sporting. Bastava que ele estivesse disponível...

Curiosamente hoje, através do seu blogue, o Pedro apresenta-se como candidato quando as eleições ocorrerem.

Assim sendo e confirmando o que já havia escrito, estarei e lutarei a seu lado para o engrandecimento de um clube que não é meu nem dele, mas tão-somente de TODOS os sócios do Sporting.

Foi colocada a primeira pedra para (re)construir o clube.

Mas para isso precisamos de TODOS os sportinguistas! Sem excepção!

Isto não é o Sporting!

Sou adepto do Sporting Clube de Portugal, clube nascido há mais de 100 anos.

Aprendi a amar um clube que diziam ser diferente e do qual sou sócio há 40 anos!

Alguns falavam que era o clube dos ricos, mas o meu pai andou quase sempre dscalço até vir para a tropa... portanto de rico teve pouco ou nada.

Depois falava-se da postura até que alguém estragou aquela imagem exacerbando-se com uma linguagem imprópria.

Todavia não posso olvidar as enormes figuras do futebol nacional que evoluiram neste clube: Peyroteo, Travassos, Jesus Correia, Hilário, Yazalde, Balakov, Cristiano Ronaldo e mais recentemente Bruno Fernandes. E estes exemplos pecam por uma enorme escassez de nomes.

Depois foi o ciclismo e Joaquim Agostinho, no fundo e meio fundo em atletismo com Carlos Lopes, Mamede, os gémeos Castro, Naide Gomes ou Obikuelo e claro está o professor dos professores... Moniz Pereira.

No Hóquei em Patins com Livramento, Chana, Sobrindo, Ramalhete e tantos outros.

Será necessário dizer mais alguma coisa?

Pois é... este Sporting referido acima fará parte da história do desporto Nacional.

Entretanto o clube que hoje reside para os lados do Lumiar é um perfeito mau exemplo de como se consegue destruir num ápice um imenso património desportivo.

O Sporting bateu no fundo, donde dificilmente sairá.

Decididamente este não é o meu Sporting. Para profunda mágoa minha e dos meus.

Ei-lo!

Conheço-o desde que começou a partilhar os jantares do blogue "És a nossa Fé". Pelas conversas que fomos tendo depressa o considerei um homem sereno, lúcido e acima de tudo muito competente.

Gostaria de o ver como Presidente do meu Sporting. Porque tenho a certeza que faria um óptimo trabalho.

Porque é um daqueles sportinguistas que prefere o bem superior que é o nosso clube.

Se se candidatar farei por ele tudo o que preciso. Lutarei a lado dele para que conquiste um lugar na história do clube de Alvalade.

Chama-se Pedro Azevedo.

Escreve aqui e aqui.

Pelo Sporting! É um bom slogan não é?

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D