Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Dinheiro: o amigo traiçoeiro

Aquando das passagens do ano há dois pedidos que vêm sempre ao de cima na maioria das pessoas.

O primeiro prende-se com a saúde (e faz sentido!). O segundo prende-se invariavelmente com o dinheiro.

Hoje de manhã levantei-me cedo não obstante ter dormido mal e ter-me deitado tarde. Após o pequeno almoço em família com um pijama de doces saímos para tomar um café matinal.

Não havia movimento na rua, mas ainda assim o café estava composto de gente, maioritariamente jovens da minha idade ou mais velhos. Entretanto no chão da rua ainda eram visíveis os restos da folia do “réveillon”.

Aquilo eram garrafas, copos, confettis brilhantes. E no meio destes encontrei ainda em tamanho pediátrico rectângulos com as cores e os desenhos das notas de 500 euros.

Percebi logo que estes espécimes de má qualidade eram a razão visível daquilo que muita gente pretende para estes dias...

Creio que já por aqui falei que o dinheiro é importante, mas não resolve os problemas de todos nós… Pior, para muita gente ter dinheiro é sinónimo de mais preocupações pois não sabem nem estão preparados para gerirem pequenas fortunas que lhes caem nas mãos.

Quem nunca teve (ou viu) muito dinheiro considera que o vil metal é inesgotável e que compra tudo. Pois enganam-se redondamente.

O dinheiro pode ajudar… mas também pode afundar. É um daqueles amigos em quem não confio.

Não seria mau pensarmos nisto.

Resoluçôes para 2018

Nâo tenho por hábito fazer resoluçôes de início de ano, mas desta vez vou avançar com umas ideias para os próximos 365 dias

Provavelmente durante este ano reformar-me-ei ou talvez nâo. E se isso acontecer os meus dias transformar-se-ão.

Também gostaria de ler muito mais livros do que li o ano passado e acima de tudo pegar num projecto de escrita que tenho pensado e semi-escrito há alguns anos e recomeçar o trabalho nele.

Quanto ao resto... gostaria de, no mínimo, chegar ao final deste ano da mesma forma que cheguei 2017: vivo e com a saúde que mereço.

A gente lê-se por aí.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D