Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Fuga para a frente!

Só vi a reportagem da TVI sobre a reconstrução no concelho de Pedrogão Grande, porque fui notificado via feicebuque para o fazer.

Bom... em primeiro lugar direi que se aquilo que foi dito naquela investigação jornalística, se for verdadeiro, parece-me um caso obvio de justiça. Mais... não teria o PR sempre tão lesto em aparecer, obrigação de fazer mais perguntas? Ou outras perguntas?

Ou propor ao Ministério Publico uma investigação aprofundada aos casos?

Bom não sei se o fez. O que sei é que o actual Presidente da edilidade o fez segundo o "SOL".

Depois de ver a reportagem e olhar para o encavacado do Presidente de Pedrogão, que respondia de forma quase institucional às questõies formuladas pela jornalista Ana Leal, esta sua atitude de comunicar ao Ministério Público com a paralela participação crimical contra os jornalistas da estação de televisão parece mesmo uma fuga para a frente.

Não imagino onde poderá parar esta investigação. Ou se calhar até imagino mas não quero dizer!

 

A tristeza duma noite!

Jamais pensei em escrever o que se segue. Mas a vida dá (tantas) voltas e eu, já com a idade que tenho, estou sempre a receber novas lições.

 

Raramente vejo noticiários. Sei que o mundo anda sempre em convulsão, não necessito de maior histerismo verbal.

 

Só que hoje enquanto jantava surgiu uma reportagem sobre um homem, antigo jornalista atirado para os buracos mais obscuros da rua. A determinada altura pareceu-me conhecer a voz do sem-abrigo que nunca mostrou a cara.

 

Sim, aquela voz... eu conhecia-a!

 

Eu já falara com aquele homem!

 

A minha atenção ficou presa naquela figura. Escutei toda a reportagem e mesmo de perfil acabei por conhecê-lo.

 

O meu amigo António.

 

Há quanto tempo que não sabia dele. E soube-o hoje e da pior maneira possível.

 

Como pode um ser humano chegar tão fundo? Não consegui evitar uma lágrima que teimosamente rolou, por entre memórias de jantares, escritas e longos passeios que ambos fizemos.

 

O tempo passa realmente demasiado depressa. E devora-nos!

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Posts mais comentados

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D