Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

A prova!

Lembram-se deste texto

Pois é... a RTP fez uma reportagem da exposição e divulgou-a através do seu canal 1 dedicado às regiões. Não obstante não aparecer no horário nobre este pequeno apontamento de três minutos e meio demonstra o que foi o certame.

Melhor ainda é que quase no fim do filme um dos meus relógios surge em grande destaque (minuto 3,25).

Pode ser tolice minha por parecer um pai babado com os filhos, mas os meus relógios são algo que gosto muito de ter e admirar.

 

Exposição de relógios

Quando há uns meses recebi uma chamada que trazia consigo uma proposta, fiquei deveras contente.

Resumidamente o Pólo de Évora do Museu do Relógio iria organizar uma exposição com cerca de 170 relógios de uma reconhecida marca suiça e solicitou-me que emprestasse graciosamente alguns dos meus exemplares para a dita mostra.

Inchado com tamanho convite acedi naturalmente a emprestar os meus três aparelhos.
Foram assim, com outros dezenas de colegas. estrelas maiores no passado mês de Dezembro e durante 15 dias.

De toda esta exposição saiu um excelente catálogo do qual apresento somente a capa.

m_Relogio_catalogo.jpg

Deste modo venho mui humildemente agradecer ao Doutor Eugénio, ilustre director e conservador do museu, o convite que a mim foi endereçado, esperando que os meus relógios se tenham portado à altura do evento.

Surpresa agradável!

Como mais ou menos sabem sou um apaixonado por relógios. Tenhos alguns de parede... 8, outros de secretária ou semelhante...9, despertadores a corda... 20, de pulso mais de duas dezenas e três de pulso.

A maioria trabalha mas só alguns têm corda neste momento.

Deste modo a minha relação com o Museu do Relógio de Serpa é efectuosa e estreita. Todos os anos há mais um aparelho para reparar ou fazer manutenção.

Talvez por isso ontem à tarde recebi uma chamada do Pólo de Serpa donde me perguntaram qual a possibilidade de emprestar um dos meus relógios de uma certa marca deveras conhecida, para fazerem uma exposicão com 170 aparelhos.

Com tanto equipamento que há por aí, com tantos relógios bonitos, um dos meus ter sido escolhido para figurar na dita exposição com direito a fotografia, foi assim uma enorme e agradável surpresa.

Já partiram para Serpa!

Os meus relógios - VI

... menos relógios

 

Continuo com a minha saga dos relógios. Desta vez vou aqui apresentar uns pequenos aparelhos medidores de tempo mas que (quase) ninguém gosta. Eu incluído!

São os relógios despertadores, género de aparelho que já apresentei alguns mas estes não sendo muito peculiares foram aparecendo lá em casa quase sem saber.

A maioria nem trabalha. Mas ainda bem. nem imagino o que seria se todos pusessem a despertar ao mesmo tempo. Seja com for estes relógios fazem também parte do meu pequeno espólio e merecem serem divulgados aqui.

Eis o primeiro de ponteiro caído no fundo.

despertador_1.jpg

Este segundo é oval, também de ponteiro esmorecido na base, tem graça pelo seu design característicos dos anos 50 e 60.

despertador_2.jpg

O relógio seguinte é um dos poucos desta saga que trabalha (tenho é de lhe dar corda). Está um pouco desapertado mas ainda assim mantém com estoicismo a sua belíssima função.

despertador_3.jpg

 

Finalmente para terminar a visita de hoje apresento mais um despertador a trabalhar mas muito usado. Nunca percebi porquê mas tenho uma atração por este "menino". Paixões... quem as explica?

despertador_4.jpg

 

Um destes dias haverá mais!

 

 

 

Os meus relógios - V

... menos relógios

 

 

Regresso ao tema dos relógios pois hoje reencontrei três pequenos exemplares. Desta vez não são relógios de parede mas sim de bolso.

Dois  são muito parecidos existindo entre eles uma singular diferença: um tem uma caixa de protecção. O primeiro pertenceu ao meu avô e foi-me oferecido há uns anos pelo meu pai que por sua vez o herdara.

cortebert_JX.jpg

 

O outro curiosamente da mesma marca e mais ou menos da mesma época e com a tal caixa protectora era do meu falecido sogro. Não sendo propriamente meu assumi a responsabilidade de ser seu "protector". Ei-lo na sua plenitude.

cortebert_JS.jpg

 

Finalmente o terceiro relógio foi comprado na feira da Ladra vai para uns bons anos. De origem soviética adquiri-o apenas por lhe achar piada, numa altura em que a URSS já se havia desmembrado.

Slava.jpg

 

Estão todos a funcionar!

Só mais uma coisa quase sem importância... Esta tarde só dei corda a... 14 relógios.

 

País de contrastes

Ontem fui à apresentação de uma marca de relógios suiços todos feitos à mão.

Como é obvio o valor de aquisição destes medidores de tempo ultrapassa em muito o preço considerado normal. São necessários muitos euros para se conseguir comprar um exemplar.

Costumo dizer que "tenho bom gosto, não tenho dinheiro para ele". E na tarde passada descobri como esta minha visão é tão real..

No que foi o salão nobre do antigo Ministério da Administração Interna e hoje um estabelecimento hoteleiro, foram apresentados os novos modelos de relógios de uma marca de excelência.

No evento estavam também presentes os maiores coleccionadores de relógios que por sua vez traziam no pulso exemplares únicos e olimpicamente caros.

Já tarde fiquei a pensar como é que num país carregado de desemprego, com muita gente a fazer contas aos parcos tostões que auferem, há quem se digne gastar milhares de euros num relógio.

Portugal será sempre um país de (grandes) contrastes.

 

 

 

Os meus relógios - IV

... menos relógios

 

Em Fevereiro passado apresentei aqui mais um dos meus relógios. Eis senão quando recebo hoje um outro, por sinal bem curioso.

Embutido numa moldura em pau-santo com incrustações em Prata (com o respectivo contraste), este relógio surgiu num desses sites de vendas e foi logo negociado.

Já o coloquei a trabalhar e é deveras curioso. No pé tem um desejo, também este escrito em prata. E com uma particularidade. Tentem perceber qual é...

DSC_0606.JPG

DSC_0607.JPG

 

Segue-se um relógio despertador muito em voga nos anos 70. Pertenceu a um antigo colega meu e trabalha bastante bem.

DSC_0610.JPG

 

Finalmente o primeiro relógio que comprei. Na Feira da Ladra vai para muitos e muitos anos. Nos anos 50 apareceram uns relógios de viagem. A caixa escondia o aparelho. Muito fácéis de transportar eram outrossim muito fiáveis.

Eis então o meu velhinho relógio de viagem nas suas três vertentes:

DSC_0613.JPGDSC_0612.JPG

DSC_0611.JPG

 

 

Mais relógios...

 

 

Um novo amigo

A primeira coisa que eu fiz, assim que cheguei esta tarde a casa, foi pôr todos os meus relógios a trabalhar. Porquê? Perguntar-me-ão.

É que amanhã deve chegar a minha casa um novo amigo. Ou será melhor dizer um novo relógio?

Seja como for durante o dia de quarta ser-me-á entregue, vindo directamente das oficinas do Museu do Relógio de Serpa, um equipamento restaurado e pronto a trabalhar.

Por isso e para que o aparelho não se sinta sozinho coloquei todos os outros que vivem cá em casa em marcha. O silêncio da noite deixou de existir pois ouvem-se muitos "tic-tac".

A minha grande paixão pelos relógios vem de muito longe. Aqui, aqui e aqui poderão ver alguns exemplares. Mas há mais. Muitos mais!

Aguardemos então pelo novo elemento!

 

No relojoeiro...

- Boa tarde!

- Boa tarde. Faça favor de dizer...

 

Enquanto retiro o aparelho do pulso, vou brincando com ar meio sério:

 

- Este relógio dá duas vezes por dia horas certas...

Entrego-lhe para verificar. A jovem empregada olha e por fim confessa:

 

- Mas este relógio está parado...

Ri-me interiormente. E sem deixar o meu ar sério, apenas digo:

 

- Por isso mesmo...

 

 

Concluo que há ainda muita gente ingénua. Ainda bem!

Os meus relógios - III

... menos relógios.

 

Seguem abaixo mais quatro relógios com os quais convivo todos os dias...

 Este abaixo, é da Fábrica Boa Reguladora de Vila Nova de Famalicão. É um aparelho recente (mais ou menos vinte anos) de corda. Dá horas e meias horas e comprei-o apenas por que me recorda aquele que havia na minha escola primária.

 

 

 

 

O seguinte recolhi-o numa casa onde vivia um idoso. A família mais directa não o pretendeu e veio-me parar às mãos, graciosamente. Da marca Angelus é pequeno, sem despertador, mas sempre certo. A caixa envolvente é curiosa por ser muito, mais muito pesada.

 

 

 

Outro aparelho da Boa Reguladora. Tem carrilhão, toca as Avé-Marias ou Westminster, de forma crescente, de quarto em quarto de hora.

 

Adquirido apenas por gosto, não é obviamente o mais bonito mas é interessante.

 

 

 

 

O relógio que se segue é a minha nova "coceluche". Tem corda para um ano... Todo de bronze é relativamente pesado. Tem quatro esferas que rodam todas ou para um lado ou para o outro. Não sei de que ano é, nem a fábrica que o fez. Não dá horas nem tem despertador.

 

Todavia é de uma beleza fantástica.

 

 

 

 

Mais relógios...

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D