Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Será que só eu é que assisto...

Hoje mais uma história num supermercado. Perto das seis horas e tenho três compras para pagar. A fila é relativamente extensa mais vai-se despachando. À minha frente diversas senhoras aguardam tal como eu para pagar.

Reparo então numa idosa que chegou à caixa com um braçado de compras e tem com a empregada o seguinte diálogo:

- Boa tarde menina.

- Boa tarde - a empregada pega nas compras e começa a passá-las pelo leitor de código de barras.

Diz a anciã:

- Só tenho 3 euros. Destas compras todas escolha até esse valor.

A caixeira pegara logo num pacote de manteiga.Perante a limitação devolve:

- Mas ó minha querida, só este pacote custa mais que os 3 euros...

- Então esse não vai...

Demorou um pouco a escolha entre os produtos levados para a caixa, quase todos essenciais, aqueles que três meros euros podiam pagar. Finalmente.

- 2 e 71... - disse a menina da caixa.

A idosa entregou as duas moedas, recebeu o troco e levou os dois litros de leite, um pão e um chocolate nas mãos, porque os sacos também se pagam e são caros.

O resto? Ficou no supermercado!

Os “ses” deste Governo

Quando entrei no mercado de trabalho fui obrigado a descontar do meu rendimento determinado valor, que seria para a minha futura reforma. E todos os meses, durante trinta e tal anos, assim tem sido feito.

 

Isto tem-se passado comigo e com todos os trabalhadores deste triste País. E a única certeza é que quando chegarmos à hora da reforma o Estado tem esse dinheiro guardado para mensalmente me ir entregando até… morrer!

 

Puro engano!

 

O que era verdade há uns anos hoje não passa de uma utopia. O Estado abarbatou-se com parte do meu vencimento e quando pretendo o retorno eis que o mesmo Estado se nega a dar o que eu “não voluntariamente” descontei, alterando assim as regras do jogo.

 

Mas o que atrás descrevo não é nada que não se saiba ou se sinta já. Todos temos sofrido na carteira esta form(ul)a sui generis de nos roubarem o dinheiro… Porque é de um roubo descarado que se trata, digam o que disserem!

 

Ora então dei por mim a pensar…

 

1 - Se o Estado não paga as reformas conforme foram previamente acordadas e ninguém o leva preso (havia de ser giro!), porque não rasga o Estado os acordos com as tão conhecidas e sorvedoras de dinheiros PPP’s?

 

2 - Se o Governo tem coragem de deixar crianças irem para a escola com fome por os pais se encontrarem desempregados, ou outrossim olvidar os idosos que durante tantos anos trabalharam e descontaram, para agora cortarem nas suas míseras reformas, como não tem a mesma coragem para perante as PPP’s fazer o mesmo?

 

3 - Se o Estado tem intenção de cortar subsídios de férias e Natal a públicos e privados, porque não corta nos dinheiros para TODAS as Fundações, sejam elas de carácter for?

 

São provavelmente muitos “ses”. Demasiadas condições para um país à beira de um colapso colectivo e com um Governo incapaz de optar por atitudes realmente corajosas e radicais a bem do seu povo, que foi quem o elegeu. Não a MerkelTroika!

Mais sobre mim

foto do autor

Posts mais comentados

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D