Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Natal... azedo!

Jorge Luís Borges escreveu que certa vez um pintor amigo lhe prometera pintar um quadro. O escritor argentino cuidou de arranjar uma parede para lá colocar o quadro, que nunca veio por o pintor ter falecido. Todavia o poeta jamais ocupou aquele espaço dando assim azo à imaginação dos donos da casa sobre o que poderia ali estar pintado.

A consoada deste Natal de 2019 foi feita na casa do meu filho mais velho. Estávamos doze pessoas à mesa, que mesmo sem crianças cria alguma confusão. Mas já estamos habituados.

Acabado de me sentar aparece o meu sobrinho com uma garrafa de, imaginem só, Barca Velha de 1966. Vais abrir, não vais abrir e estava nesta troca de galhardetes quando ele diz:

- Já está aberta!

Decantado o vinho para um recipiente próprio aguardou-se um certo tempo para que aquele respirasse, como mandam as regras dos bons enólogos.

Finalmente a prova...

Horror dos horrores, tristeza das tristezas, decepção das decepções... o vinho estava azedo. Vinagre autêntico.

Veio-se depois a perceber que o gargalo algures estaria partido...

Bom fazendo então a ponte entre o texto de Jorge Luís Borges e este acontecimento natalício diria que há semelhanças. Bastava que nunca se tivesse aberto a garrafa para ficarmos toda a vida a imaginar ao que saberia aquele vinho.

Um exemplo que ficou para recordar em futuros Natais!

 

Quando o Natal... é uma arma!

Tristemente há quem use esta época, que deveria ser de paz, amor e reconciliação, como uma arma de arremesso.

São gente pobre de espirito, de mente tacanha e de pouca inteligência. Indefizmente há disso na minha família... Pessoas para quem o Natal é a funda que dispara a pedra, a espada que corta e fere. a espingarda que dispara e mata.

Tenho a sensação que nunca viverão felizes com o mundo mesmo que vivam bem com elas próprias (se disso tiverem realmente noção).

A razão e a emoção serão sempre incompatíveis.

Desejo a continuação de umas Festas Felizes.

 

Feliz Natal!

Para os meus amigos!

Para todos os meus leitores!

Para os que comentam,

Para os que nada dizem,

Para os que riem do que escrevo,

Para os que detestam a minha escrita,

Para a Maria,

Para o Robinson,

Para a Mula,

Para o Último,

Para a Sara,

Para o Ricardo,

Para a Ana,

Para o Pedro,

Para a Joana,

Para o Filipe,

Para a Marta,

Para MJP,

Para a Luísa,

Para TODA a equipa da SAPO,

Para TODA a equipa do Desafio dos Pássaros sejam os organizadores ou bloguers,

e finalmente...

Para todos aqueles que não nomeei aqui...

Um Santo e Feliz Natal!

A gente lê-se por aí!

A minha escolha de 2019!

Dando cumprimento à proposta que a equipa dos Blogues da SAPO, há uns dias, apresentou neste postal, tenho a comunicar que este foi certamente o postal que mais gostei de escrever em 2019. Não sei se terá sido o melhor, mas foi certamente um postal muito pensado.

Aquele texto não teve qualquer comentário, nem foi favorito para ninguém, mas, ainda assim, considero que o tema que ali abordei é actual. Acrescentaria cada vez mais actual! Infelizmente!

Um bom Natal para todos os meus amigos leitores!

Barcelona - A cidade Natal VII

Ontem calculei mal e na realidade só hoje penso terminar esta crónica de um fim-de-semana por terras catalãs.

Assumo que fiquei fâ das feiras de Natal,

20191215_192213.jpg

local onde milhares de pessoas acorrem em busca daquele boneco, presente ou somente uma recordação.

Mas ir a Barcelona e não descer ou subir Las Rambas e não visitar o mercado de S. José é quase um sacrilégio.

Há dois anos este local foi palco de um dramático ataque terrorista. No entanto continuam a ser aos milhares as pessoas que se passeiam por entre quiosques, "performers", pintores ou meros vendedores de material contrafeito, sempre de olho atento na polícia.

20191216_142352_001.jpg

A capital da Catalunha é uma cidade cosmopolita que mistura muita cultura, imensa beleza, arte a rodos e simpatia pura. Um local imperdível!

Simplesmente adoro Barcelona.

 

Barcelona - A cidade Natal VI

Termino este conjunto de textos com a verdadeira razão que aqui os trouxe: o Natal em Barcelona.

A capital da Catalunha foi uma autêntica surpresa quanto ao Natal diz respeito. Para além das diversas feiras que já aqui havia falado, as grandes lojas e hotéis vão-se engalanando nesta altura especialmente na região mais central da cidade (Passeio de La Grácia, Praça da Catalunha, Ramblas, Bairro Gótico),

20191215_165101.jpg

como é o exemplo supra do Hotal Majestic amplamente decorado com flores vermelhas em todas as varandas e janelas. A noite traria uma diferente visão... do mesmo local,

Entretanto outros edificios elevavam-se iluminados como a casa Batló,

IMG_20191215_175321.jpg

e outros hóteis de enorme qualidade.

As ruas profusamente iluminadas, entravam pelo Bairro Gótico, emaranhando-se pelas ruelas da cidade velha e terminando nas celebérrimas Ramblas.

Mas o que mais me impressionou foi o desfile de milhares de veículos motorizados com os condutores e penduras vestidos de Pai Natal. Um evento que durou muito mais de uma hora e do qual apenas apresento alguns segundos.

(continua...)

Barcelona - A cidade Natal III

Quando em 1999 visitei pela primeira vez a capital da Catalunha encontrei uma cidade pujante de vida, alegre, trabalhadora e aparentemente feliz.

Recordo como exemplo que no dia 11 de Setembro desse mesmo ano encontrava-me em Barcelona e acordei numa urbe completamente em festa pois era o dia Nacional da Catalunha.

Por todo o lado vi bandeiras e estandartes pendurados nas janelas e varandas, num fervor regional puro e pacífico. Lembro-me de ser sábado e nesse mesmo dia, coincidentemente, as duas equipas de futebol da cidade jogaram entre si no estádio do Barça. Portanto mais um motivo de festa para a cidade condal, que se podia testemunhar desde as ruas aos simples transportes públicos com adeptos de todas as idades e de ambos os clubes a conviverem de forma pacífica e ordeira.

Vinte anos depois venho encontrar uma cidade ainda mais frenética... essencialmente pelo enorme volume de turistas, mas muito, muito crispada.

As bandeiras continuam penduradas nas janelas e varandas e com novos símbolos,

20191215_100343.jpg

e nas paredes dos prédios há mais palavras de ordem e frases quase filosóficas,

filosofia_parede.jpg

Enquanto na praça St. Jaume, em frente da Generalitat o povo catalão parece não esquecer os últimos acontecimentos na região.

20191216_134323.jpg

É uma cidade nervosa... esta! Muito diferente daquela que encontrei há 20 anos e pronta a explodir. E o rastilho parece ser cada vez mais pequeno.

Nem o espírito de Natal minimiza os estragos.

Barcelona - A cidade Natal - II

Confesso que nunca antes havia visitado uma feira de Natal. Mais... nem calculava o que isso seria. Calculava que fossem umas barraquitas a vender umas coisas referentes ao Natal e sinceramente não imaginava mais nada.

Até que no Domingo pela manhã aterrei na praça onde se ergue um dos mais imponentes monumentos que a minha já longa vida me deixou ver e que é a Sagrada Família.

20191215_101602.jpg

Mas já lá vamos...

Defronte desta catedral que desde o século XIX se encontra em construção abre-se uma praça que tem o nome do arquicteto catalão tendo ao meio um jardim. Todavia à sua volta por esta altura do ano centenas de pequenas barracas vão disponibilizando a quem ali vai, uma enormíssima série de artefactos, árvores, musgo, flores, luzes e figuras para enfeitar as casas e os presépios.

Além disto pode-se comprar todo o tipo de doces próprios de Espanha e não só! Uma feira obviamente muito concorrida. E  não estou a falar somente de turistas. Os catalães acorrem a este acontecimento com grande fervor.

Porém esta feira não é única. Em pleno Bairro Gótico uma feira de características iguais vai oferecendo aos catalães o melhor para o Natal de 2019.

Eis um exemplo que o video não consegue dar uma verdadeira imagem.

(continua...)

Outros credos o mesmo Natal?

O verdadeiro contecimento Natal existe unicamente nos católicos. Para estes esta época de `"Advento", anuncia com alegria e luz o nascimento de Jesus Cristo.

Todavia há ainda muita gente para quem o Natal é unicamente a época dos almoços de empresa, das prendas dadas e recebidas sem um verdadeiro significado, dos subsídios extra que ajudam ao consumismo. Há aqueles também que professam outros credos com diferentes sensibilidades. Para estes o Natal é uma época chata e aborrecida com demasiada gente na rua.

Mas quer queiram quer não, esta época adventista alastra-se forçosamente às pessoas todas com ou sem crenças. Ninguém fica realmente indiferente.

Porque o Natal deixou há muito tempo de ser uma mera festa religiosa e passou a ser um evento social. Que veio para ficar!

Iluminações de Natal!

Ontem foi um dia dedicado às iluminações de Natal cá de casa.

Durante muitos anos tivemos uma iluminação que se assemelhava a uma publicidade a um qualquer Circo, com lâmpadas enormes, de diversas cores e que todas juntas a trabalhar gastavam um ror de luz.

Recentemente surgiram as lampadas "leds" que não sendo muito duradouras, ainda assim são preferíveis às outras.

O trabalho inicia-se com o teste às luzes para descobrir se alguma está inoperacional e só depois começamos a estendê-las pelas varandas. Um exercício moroso que requer paciência.

- Estica aqui, encolhe ali, passa por baixo ou por cima, prende ao gradeamento, vê lá se está bem, é melhor a outra, pronto falta ligar... - escuta-se durante os trabalhos.

Por fim há que acertar os relógios, programá-los para que todos iniciem à mesma hora e aguarda-se finalmente que as 17 horas cheguem de forma a validar que tudo está a funcionar como deve ser.

Era já noite fechada quando gravei isto.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D