Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

José Mourinho ganha novo fôlego

Começou oficialmente a aventura de José Mourinho como treinador do Manchester United. Com uma vitória! Sobre o Leicester o campeão em título de Claudio Ranieri.

Após duas passagens pelo Chelsea de Londres, Mourinho entra no Manchester carregando consigo uma enormíssima dúvida: será capaz de fazer do MU uma equipa campeã e a jogar bom futebol?

Bem ... todos sabemos que a equipa do "teatro dos Sonhos" não vai ter uma "Champions League" com que se preocupar mas ainda assim vai ter diversos torneios para mostrar o que vale o seu conjunto de (bons) jogadores. Obviamente que a prioridade vai para a Premier League.

Seja como for Mourinho começou a época com um merecido triunfo, mesmo sem jogar muito bem. Haverá melhor folêgo ou incentivo?

José Mourinho – o estranho dilema de um adepto

Parece certo a consumação do casamento entre Manchester United e José Mourinho. Para grande tristeza minha!

Como é do conhecimento de todos os que por aqui fazem a fineza de passar, tenho grande apreço por José Mourinho. Especialmente a partir daquele dia em que mandou calar meio estádio de futebol numa celebérrima final da Taça da Liga Inglesa contra o Liverpool.

Tenho, todavia, a “real” consciência de que JM é um daqueles homens angariadores de sentimentos antagónicos: ou se gosta ou se odeia. Portanto com Mourinho não há meio termo.

Foi a partir daquela final que passei a seguir a carreira do setubalense com avolumado interesse e acabei, quase sem querer, por me tornar um fervoroso adepto do Chelsea FC. Com ou sem Mourinho!

A vida de um treinador não é fácil. Mas Mourinho, mais que todos os outros, tem sabido lidar com isso. Em cinco anos no Chelsea foi três vezes campeão, ganhou duas taças da Liga, uma taça de Inglaterra e uma supertaça. Porém este palmarés não foi o suficiente para se manter em Stamford Bridge. Mas “that’s life”…

Agora esta ideia de ir para Manchester, para o Teatro dos Sonhos, treinar a antiga equipa comandada por Sir Alex Ferguson é que não lembra a ninguém. Especialmente a mim.

É que com este acordo, mesmo tentando seguir com costumado interesse a carreira do novo treinador do Manchester a verdade é passo a viver num enooooorme dilema.

Se por um lado espero que Mourinho continue a ganhar, como sempre o fez, por outro só desejo que ele perca dois jogos: ambos contra o Chelsea!

Todavia até chegarem esses dias vou estar a torcer pelo setubalense!

Mourinho – um pesadelo no “Teatro dos Sonhos”

 

José Mourinho está destinado para grandes feitos. Isso é inquestionável…

Pode-se não gostar dele, achá-lo embirrante, vaidoso, prepotente, mas ele é um treinador com sorte. Se não vejamos!

Na época 2003/2004 Mourinho treinava o FCPorto. Após ter passado aos oitavos de final num grupo onde o Real Madrid ficara em primeiro lugar, calhou-lhe em sorte o Manchester United com a primeira mão a ser jogada no velho estádio das Antas.

Desse jogo ficou o resultado de 2-1 a favor do Porto com golos de Benny Mcarthy. Assim Mourinho vai a Old Trafford com algum aperto. E pior ficaria quando aos 32 minutos Paul Scholles colocava o Manchester na frente do marcador.

Todavia a equipa de Mourinho beneficiaria de um erro de arbitragem ao anular um golo limpo ao United. No minuto 90 Costinha colocaria o Porto nos quartos de final de uma competição que viria a ganhar.

Hoje uma vez mais a história repetiu-se… No mesmo estádio com o mesmo treinador o Manchester não consegue bater a equipa treinada por José Mourinho. E outra vez devido a um erro de arbitragem.

O Teatro dos Sonhos tornou-se um pesadelo para os adeptos e jogadores de Manchester sempre que têm de receber a visita do setubalense.

Será que esta história terá o mesmo fim? A seu tempo se verá!

Manchester – Real, momentos marcantes de uma final antecipada

1ª Parte

 

5 minutos – Livre contra o Manchester. Ronaldo remata contra a barreira

10 m – Oportunidade para o Real. Higuain remata ao lado

12 m – Dois jogadores do Manchester a aquecer

14 m – Primeira oportunidade para o Manchester. Remate de Welbeck corte de Sergio Ramos

15 m – 41% / 59% de posse de bola

18 m - Cartão amarelo para Evra por falta sobre Di Maria

20 m - Bola ao poste da baliza do Real

24 m - Uma vez mais Welbeck a colocar em perigo a baliza espanhola

27 m - Cristiano a rematar para corte da defesa do Manchester

31 m - Passe em profundidade de Di Maria para Higuain. De Gea defende para canto.

33 m - Grande oportunidade para oi Manchester. Valeu o guarda redes merengue a desviar para canto.

37 m - Arbeloa admoestado com cartão amarelo por falta sobre Evra

44 m - Sai Di Maria lesionado. entra Kaka

45 m + 1 - Intervalo

 

Breve análise

 

Real iniciou o jogo com mais garra e posse de bola. A partir do primeiro quarto de hora perdeu fulgor. Manchester subiu então de rendimento, mas sem nunca mostrar grande capacidade para ultrapassar a bem organizada defesa do Real Madrid. Apenas Nani e Welbeck a espaços, conseguiram ultrapassar a defesa merengue sem, todavia, criar grande perigo. Resultado sem golos ao fim da primeira parte, reflecte o que se passou em campo.

 

  

2ª Parte

 

47 m – Auto-golo de Sérgio Ramos a passe de Nani. Manchester na frente do marcador.

55 m – Cartão vermelho directo para Nani. Uma decisão no mínimo duvidosa. Livre contra o Manchester

58 m – Remate de Kaka para fora. Sai Arbeloa entra Modric

60 m – Oportunidade para o Real. Corte para canto.

62 m – Remate de Modric. Corte da defesa inglesa

63 m – Remate de Persie. Defesa do guarda redes merengue

65 m - Golo de Real. Modric à entrada da Grande área remata sem hipóteses para De Gea.

68 m - Real na frente. Golo de Ronaldo a passe de Ozil (sem festejar)

70 m - Sai Ozil entra Pepe

71 m - Cartão amarelo para Carrick

72 m - Sai Cleverley entra Rooney. Antes Kaka é admoestado com cartão amarelo

78 m – Novo remate de Modric sem perigo

79 m – Welbeck remata com força. Bola bate no braço de Sérgio Ramos

80 m – Sai Welbeck entra Young

82 m - Grande defesa de Lopez a remate de cabeça de Young

83 m – Dois lances sucessivos para golo do Manchester. Valeu o guarda redes merengue e falta de pontaria de Rooney

86 m – Saiu Rafael entrou Valencia

87 m – Amarelo para Pepe

88 m – De Gea quase deixa escapar a bola para dentro da sua própria baliza

90 m – Grande defesa de De Gea a remate de Ronaldo

91 m - A defesa da noite para Lopez a negar o golo do empate ao Manchester

92 m - Defesa de  De Gea a remate de Ronaldo

95 m - Fim de jogo com vitória do Real do 2-1

 

 

Breve análise

 

A segunda parte começou com um Manchester mais afoito culminando num golo, ainda que com a ajuda de um defesa merengue. O Real sentiu a desvantagem e foi para cima do Manchester. Aos 10 minutos o caso do jogo... Nani salta com um adversário. O árbitro considerou falta para cartão vermelho, expulsando o português. A partir deste momento o Real apoderou-se do meio campo inglês e aos 20 minutos Modric num remate bem colocado empata a partida colocando alguma justiça no resultado. Três minutos mais tarde é a vez de Ronaldo, a passe de Ozil, colocar o Real na frente e nos quartos de final. Daqui até ao fim uma sucessão de oportunidades para ambos os lados, evidenciando então os guardes redes com defesas fantásticas.


Um jogo fantástico marcado por uma expulsão que nos pareceu exagerada face à forma como o lance decorreu. Não fosse esse erro de arbitragem e provavelmente estaria aqui a escrever outro resultado e outra crónica. Todavia o Real Madrid mostrou ter uma enorme capacidade de sofrimento e eventualmente melhor banco que o Manchester.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D