Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Crónica de uma tarde de Domingo

Para a tarde de hoje estava programada uma ida à bola.

O Sporting iria jogar no seu estádio contra o Dumiense, equipa minhota que milita nos Campeonatos de Portugal, o que equivale dizer de um escalão muito inferior ao da Primeira Liga. Portanto nível de dificuldade a roçar o fraco.

Mas como o jogo era de Taça de Portugal e nesta competição são frequentes os tomba-gigantes seria bom o Sporting respeitar o adversário não fosse o Diabo tecê-las. E não teceu!!!

Saí de casa eram 17 e 06 minutos já que o jogo principiaria às 18 horas. Pouco trânsito e num instante tinha o carro estacionado. O cachecol embrulhou-me e a camisola Stromp agasalhava-me (ainda não me pagam para fazer publicidade na minha vestimenta!!!)

Passo rápido e ainda longe do estádio apercebi-me de mais adeptos e seguirem o mesmo trajecto. Tudo normal em dia de jogo. Mas muitos deles vinham acompanhados das esposas e companheiras e consequentes infantes, todos vestidos a rigor.

Quando cheguei perto do estádio vi uma enorme fila para entrar na minha porta de acesso. Caso raro! Depois entendi a verdadeira razão: as crianças. Muitas…

Sentei-me por fim no meu costumado lugar. Todavia ao meu redor gente diferente da que costumo ver noutros jogos. Acima de tudo muitas mulheres de todas as idades. Vi idosas, jovens e crianças da idade da minha neta mais velha.

Ao intervalo um conjunto de miúdos gritava a plenos pulmões o nome do clube do seu coração.

Depois os diversos golos e a festa estava por fim consumada!

Fim de jogo e regresso a casa! Para trás ficaram duas horas de pura e genuína alegria! Não só pelo volumoso resultado, mas por este publico tão jovem, mas já tão fervoroso adepto.

Imagino que sejam assim os jogos de futebol em Inglaterra!

JMJ e o Santo Padre! - Obrigado Papa Francisco!

No seu último, mas não menos infatigável dia o Papa Francisco presidiu à eucaristia desta manhã no Parque Tejo onde milhares de peregerinos se voltaram a juntar (provavelmente a maioria nem saiu de lá durante toda a noite!) para ver e escutar mais uma vez as palavras sempre marcante do Santo Padre.

Uma homília curta, mas nem por isso menos afoita. Francisco apelou aos jovens para "não terem medo" numa alusão à maneira como muita juventude esconde as suas ideias com receio do que os outros pensam. Poderia mesmo acrescentar que este "Não temam" poderia ser dirigido àqueles que escondem a sua tendência profissional, cultural e até sexual. Mais uma vez muito bem o Papa Francisco.

No final Francisco agradeceu a todos quantos acreditaram e fizeram acontecer estas Jornadas Mundiais da Juventude e comunicou Seul como destino das próximas JMJ. Em 2027!

Cabe-me agora também agradecer ao Papa tudo o que fez por esta juventude. Foi um exemplo de pujança, vigor, perseverança e resiliência. Uma imagem que deveria perdurar por muitos anos nos corações dos jovens presentes.

Fica, quiçá, uma questão em aberto: que irão fazer os jovens presentes com todo este capital emocional e de fé que receberam durante estes dias? Só espero e desejo que nenhum deles, nenhum mesmo, num futuro mais próximo ou mais longo seja fomentador de uma guerra, como vemos ora espalhadas pelo mundo.

Finalmente termino com uma expressão beirã: bem-haja Papa Francisco!

JMJ e o Santo Padre! - A mensagem de hoje

O Papa Francisco é a figura do momento em Portugal e no restante Mundo!

Digam o que disserem esta é uma verdade insofismável e à qual não se pode ficar indiferente.

Francisco é um exemplo para os jovens e menos jovens de estoicismo, de entrega, do amor profundo de Deus ao homem.

Vi na televisão e em directo a cerimónia de abertura destas JMJ no Parque Eduardo VII. E reparei nos olhares comovidos de tantos e tantos jovens ao escutarem as assertivas e profundas palavras do Santo Padre.

Mais um vez o Papa a mostrar-se muito atento às diversas variáveis que entram nas vidas dos jovens sem que eles quase dêem por isso.

Continuo a pensar que o Papa actual é um homem que pensa, como agora se gosta de dizer, fora da caixa. Pensa e age!

Amanhã será mais um dia aterefado para o Sumo Pontífice. Mas já deu para perceber que Francisco é pessoal com uma estaleca fora do normal e com capacidade de tocar muuuuuuuitos mais corações!

Baste que estejamos atentos!

Educação familiar: amar é preciso!

Um dos subtemas da educação das crianças chama-se disciplina. Se bem que a linha que separa disciplina do autoritarismo seja muito ténue certo é que, em bom rigor, a falta de fronteiras entre aquilo que se pode ou não deixar fazer aos miúdos e jovens, poderá descambar em situações irreversíveis.

Há uma série televisiva francesa, que vejo quando me lembro, que fala do problema dos menores (rapto, abuso sexual, violência doméstica). Não sei se aquela tem como base casos verídicos, mas dá para constatar que grande parte dos desvios das crianças começa na família e nos amigos mais próximos.

Reconheço por isso que infelizmente muitos pais… nunca o deveriam ter sido. Se não têm capacidade para gerirem os seus próprios conflitos internos como podem lidar com os problemas dos filhos?

Esta é uma triste realidade que todos os dias vamos dando conta através dos mais estranhos episódios.

Ser criança ou adolescente hoje em dia não parece fácil. Nada mesmo! Os milhentos estímulos que entram nas vidas das crianças, seja através da televisão mas essencialmente através da internet, tornam aquelas reféns e vítimas. O acesso absolutamente livre a conteúdos bizarros e estranhos pode levar às mais diversas atitudes, na maioria a copiar o que vêem.

Cabe por isso aos pais… disciplinar. Com critério, serenidade e acima de tudo com muito acompanhamento, carinho, atenção e amor (sentimento essencial!).

Candidatos a quê?

Vai iniciar-se mais um processo de candidaturas ao ensino superior. Uma etapa obrigatória para quem deseja entrar numa faculdade e obter um curso superior.

No meu tempo de juventude poucos foram os que seguiram para as faculdades. A maioria, assim que terminou o ensino secundário, ingressou no mercado de trabalho.

Sei também, por experiência própria, que naquela altura a exigência de grandes estudos por parte das entidades patronais era bem menor. Actualmente aquela visão seria impensável.

Há no entanto, neste processo, algo que me faz pensar alto e que se prende com a quantidade de vagas e de cursos disponíveis. É que bem feitas as contas são mais de 50 mil vagas para o ensino superior. Terá Portugal mercado laborar para acomodar estes futuros licenciados, daqui a uma mão cheia de anos?

Sei que muitos deles desistirão pelo caminho, mas seja como for ainda assim acredito que alguns milhares passarão a estar disponíveis para trabalhar daqui a pouco tempo. Sem qualquer experiência de vida, sem perceberem muito bem o que irão fazer, sem consciência do que é o mercado laboral.

Deste modo muitas empresas irão aproveitar-se de uma série de jovens, ávidos de ganharem uns tostões, sem todavia perceberem muito bem onde se meteram.

Resumindo, estes estudantes que amanhã se irão apresentar a concurso, serão verdadeiramente candidatos a quê?

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Os Contos de Natal

2021
2022

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D