Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Há emoções...

... a falar mais alto.

Hoje ou melhor este fim de tarde, início de noite, o meu foco não estava na minha vida pessoal, mas lá no Minho, terra de um amigo meu onde o meu Sporting jogava um jogo com atraso de... 77 dias.

Não pago canais de futebol. Razões minhas que agora não interessa! E daí não assisti ao jogo em directo na TV. Mas ia escutando via rádio o relato da Antena 1. Ao intervalo com o Sporting a ganhar apenas por um a zero, pensei melhor e desisti também de escutar o relato. O meu pobre coração não resiste a tantas emoções.

Por isso hoje não escrevo mais nada.

Como disse no início deste postal há emoções que falam mais alto. Eu sei que isto é uma doença ou uma loucura. Mas ninguém é perfeito, pois não?

Deixem-me viver esta doidice!

Sven-Goran Eriksson: o gentleman... sueco!

Como adepto de futebol e sócio de um clube tenho por hábito dizer que neste grande desporto nem tudo é válido para se ganharem jogos e obterem troféus. Assumo mesmo que há momentos tristes e impensáveis. Como os há fantásticos.

E não é por adepto ser deste ou daquele clube que não tenho consciência desportiva. Mas isto sou eu e certamente não obrigo ninguém a ser igual.

Um dos enormes senhores do futebol, de 76 anos, é ainda Sven-Goran Eriksson. Pelo que li, há uns meses assumiu publicamente a sua doença, um cancro do pancrêas em fase terminal.
Tendo passado, na sua carreira como treinador, por um conjunto de grandes clubes europeus, ainda assim disse que gostaria um dia de treinar o Liverpool, clube de sempre do seu coração.

No sábado passado teve essa oportunidade num jogo entre velhas glórias de Liverpool contra outras tantas do Ajax, clube dos Países-Baixos.

Foi recebido em apoteose, em Alfield Road, sob uma salva de palmas dos adeptos ingleses presentes. Mais uma vez os súbditos de Carlos III a mostrarem porque são pessoas diferentes dos demais adeptos, nomeadamente os latinos.

Eriksson agradeceu a concretização de um desejo.

Um gentleman será sempre um gentleman e será reconhecido por isso, aquém e além fronteiras.

Neste derradeiro desafio do treinador sueco, entre a saúde e o cancro, sabemos de antemão quem perderá. Todavia desejo sinceramente que tal só aconteça daqui a muuuuuuuuuuuuito tempo. É que o Mundo será sempre melhor com gente como Sven-Goran Eriksson!

Não chamem a polícia!

A recente luta dos polícias levou a que alguns jogos de futebol não se realizassem por falta de segurança nos estádios.

Li que esta demanda poderá levar a que no próximo 10 de Março, dias de eleições legislativas, as coisas possam não correr da melhor forma, pois os boletins de voto poderão não chegar às urnas em segurança.

Lamento que se tenham de chegar a estes extremos, para que o Governo mesmo que demissionário, finalmente acorde para uma realidade para a qual deveria ter estado mais atento. Um bom governo não é aquele que se limita a resolver os problemas diários, mas os que podem (e devem) antecipar soluções antes dos problemas surgirem.

Tenho consciência que a luta das forças de segurança é obviamente justa e que mereceria um olhar mais atento do Ministério da Administração Interna e consequentemente do próprio Primeiro Ministro. 

Sou filho de um militar. Não tendo sido da polícia ainda assim o meu pai sabia, e muito bem, os seus limites como efectivo militar.

Da mesma maneira os polícias deveriam ter cuidado com estas atitudes e formas de luta porque de uma momento para o outro tudo se altera. E se neste momento as pessoas entendem e apoiam a luta, num passe de mágica, esse entendimento popular pode cair por terra.

Achei curioso à ideia de que sendo o futebol, para já, o maior prejudicado logo o governo se chegou à frente para obter explicações. 

Esta procissão parece ainda estar no adro da igreja. Certamente muita coisa ainda irá acontecer e nem prevejo as suas reais consequências!

Para já temos o futebol a meio gás e uma evidente ameaça sobre as próximas eleições.

Vamos aguardar pelos próximos episódios.

Crónica de uma tarde de Domingo

Para a tarde de hoje estava programada uma ida à bola.

O Sporting iria jogar no seu estádio contra o Dumiense, equipa minhota que milita nos Campeonatos de Portugal, o que equivale dizer de um escalão muito inferior ao da Primeira Liga. Portanto nível de dificuldade a roçar o fraco.

Mas como o jogo era de Taça de Portugal e nesta competição são frequentes os tomba-gigantes seria bom o Sporting respeitar o adversário não fosse o Diabo tecê-las. E não teceu!!!

Saí de casa eram 17 e 06 minutos já que o jogo principiaria às 18 horas. Pouco trânsito e num instante tinha o carro estacionado. O cachecol embrulhou-me e a camisola Stromp agasalhava-me (ainda não me pagam para fazer publicidade na minha vestimenta!!!)

Passo rápido e ainda longe do estádio apercebi-me de mais adeptos e seguirem o mesmo trajecto. Tudo normal em dia de jogo. Mas muitos deles vinham acompanhados das esposas e companheiras e consequentes infantes, todos vestidos a rigor.

Quando cheguei perto do estádio vi uma enorme fila para entrar na minha porta de acesso. Caso raro! Depois entendi a verdadeira razão: as crianças. Muitas…

Sentei-me por fim no meu costumado lugar. Todavia ao meu redor gente diferente da que costumo ver noutros jogos. Acima de tudo muitas mulheres de todas as idades. Vi idosas, jovens e crianças da idade da minha neta mais velha.

Ao intervalo um conjunto de miúdos gritava a plenos pulmões o nome do clube do seu coração.

Depois os diversos golos e a festa estava por fim consumada!

Fim de jogo e regresso a casa! Para trás ficaram duas horas de pura e genuína alegria! Não só pelo volumoso resultado, mas por este publico tão jovem, mas já tão fervoroso adepto.

Imagino que sejam assim os jogos de futebol em Inglaterra!

O futebol que nos alegra!

Parece que o nosso país volta a estar em euforia pois foi um dos escolhidos para organizar o Mundial de Futebol em 2030.

Por este lado a minha alegria equivale a... zero!

Com tantas vidas estragadas por causa dos aumentos das taxas de juro (notem a quantidade de casas que há agora à venda!), com a questão da contagem de tempo dos professores que originaria um maior gasto do orçamento e a consequente abertura de um precedente para que outras classes viessem também reclamar, com Serviços de Urgência a fechar por falta de médicos que não querem fazer horas extraordinárias, repito com tantos problemas e vamos gastar mais uns milhões com a Organização de um Mundial.

Gostaria de saber quanto é que a FPF pensa despender com o futuro evento. Mais... quanto irá sair dos cofres do Estado e consequentemente de todos nós?

O mesmo Estado que para uns é um "mãos-largas" e para outros são só cativações!

Contudo enquanto existirem portugueses a alinhar nestes "futebóis" está-se bem! Mas depois quem se trama são sempre os mesmos!

Isto anda tudo preso ...

... por minudências!

Depois do meu Sporting ter ganho um jogo no último segundo do tempo de desconto, para na semanaseguinte  haver um fora-de-jogo por uma mão-travessa não assinalado e que favoreceu também o Sporting, desta vez foi a atleta Auriol Dongmo, do lançamento do peso, que perdeu a medalha de bronze por um pé maroto que ultrapassou os limites originando a invalidação do seu último lançamento, que a ser válido lhe garanteria o terceiro lugar, nos Campeonatos Mundiais de Atletismo a decorrer em Budapeste.

Este intróito serve de lançamento para a ideia de como em tudo na vida basta uma fracção de segundo, um "cagagésimo" de mílimetro para que tudo ganhe novos contornos - bons e maus! No desporto então... é um ver-se-te-avias de casos destes. Mas no nosso dia a dia também assim é!

Há quem chame a todas estas situações sorte ou a falta dela. Eu, sinceramente, nunca soube o que lhes chamar!

O que sei e tenho consciência é que são estas minudências que comandam a nossa vida.

A gente lê-se por aí!

O beijo

Este beijo que um marinheiro terá roubado a uma enfermeira simboliza o fim da Segunda Guerra Mundial e ficou mundialmente famoso.

Beijo_WWII.jpg

Como este, muitos outros beijos ficaram também célebres. No cinema o beijo de Clark Gable e Vivien Leigh no filme “E tudo o vento levou”,

Gable_vivien.jpg

na música o ósculo trocado entre Madonna e Britney Spears,

Madonna_britney.jpg

ou até mesmo a obra-prima de Gustav Klimt.

klimt.jpg 

Mas um beijo pode ser uma coisa natural entre um casal, uma coisa ensaiada como foi com a Madonna ou simplesmente profissional como são os beijos no cinema.

Agora um Presidente da Federação Espanhola de Futebol pespegar um beijo na boca a uma atleta do seu país só porque ganhou o campeonato, não lembra “ao careca”! Será que o homem perdeu a noção do local onde estava ou simplesmente esqueceu-se do que era?

Fosse de uma coisa ou de outra, a verdade é que ficou mal na fotografia. Mesmo com as desculpas esfarrapadas proferidas a seguir por parte do mesmo e com a própria atleta, posteriormente, a não valorizar a situação.

Cada vez tenho mais noção que há gente que não percebe qual o seu lugar no Mundo e na sociedade. Então em figuras públicas julgo ser desnecessário tais desmandos.

Um beijo será sempre um gesto simples e bonito. Desde que seja aceite por ambos.

Neste caso particular pareceu a mim e ao Mundo uma coisa bem pior!

Futebol inteligente!

A célebre  máxima “o futebol é um jogo de cavalheiros jogado por brutos e o rugby é um jogo de brutos jogado por cavalheiros” pressupõe, à partida, que os jogadores de futebol serão na sua maioria gente de bestunto mediano. Sabem fazer uns malabarismos com a bola, umas fintas, são vistos por olheiros mais ou menos competentes para depois se tornarem vedetas, algumas pagas a peso de ouro.

Porém o futebol como desporto requer, como tudo na vida, de inteligência. Por vezes daquela superlativa.

O golo de ontem no Emirates Stadium na bela cidade de Londres, casa do Arsenal e que já deve ter dado três voltas ao Mundo, é um perfeito exemplo do que acabei de escrever.

O transmontano Pedro Gonçalves que o Sporting em boa hora foi buscar ao Famalicão mostrou como se pode usar a inteligência no relvado. Não é só a técnica do remate, mas essencialmente ter a capacidade de perceber que dali donde se encontrava poderia ser feliz.

Obviamente que para tal necessitaria de rematar com conta, peso e medida. Foi o que fez o jogador leonino que tantas vezes é criticado, em outros jogos, pela sua postura menos assertiva ou alguma ineficácia.

A inteligência no futebol rege-se pela forma como o atleta em campo consegue perceber o momento em que pode ser feliz.  Torna-se óbvio que necessita de ter técnica acima da média para executar um passe ou um remate, mas hoje em dia quase todos os jogadores profissionais são anormalmente habilidosos.

Jogadores verdadeiramente inteligentes não evoluem muitos nos nossos relvados. Infelizmente para o bom futebol!

Le Roi est mort! Viva Pelé!

Após a morte neste ano de 2022 de Isabel II, que terá sido a rainha de todo o Mundo, eis que parte agora Pelé o Rei de todo o Mundo do futebol. Quer gostassem ou não... Edson do Nascimento era o Rei

Este jogador e campeão Brasileiro mostrou ao Universo que para se ser Rei não é necessário colorir o sangue de anil.

Basta ser humilde. Como ele sempre foi!

Morreu hoje a referência exemplar e maior do futebol. Como cantou o seu conterrâneo Chico Buarque "Mirem-se no exemplo..."

Que descanse em Paz.

Finalmente uma alegria!

Há muitos anos que aguardava este notícia. Que só agora se confirmou e que se prende com a saída do Engenheiro Fernando Santos do comando de uma equipa de jogadores de futebol profissionais de nacionalidade portuguesa.

Está bem de ver que não consigo chamar a este grupo... Selecção Nacional, Até porque o meu conceito de selecção estará a quilómetros-luz da ideia do, agora, ex-seleccionador.

Critiquei-o muitas vezes aqui e noutros espaços. Sai pela porta pequena quando em 2016 se tivesse abandonado saíria pela porta grande, enorme. Mesmo que a equipa não jogasse um caroço. Todavia o que conta são os resultados.

O engenheiro do Euro 2016 nunca teve competência para estar à frente dos homens da bola. Conseguiu a proeza de ganhar o troféu europeu num bambúrrio de sorte que acontece uma vez na vida. A mesma sorte que não teve Scolari em 2004 quando aquela selecção perdeu a final contra uma Grécia que nunca mais deu sinais de vida!

Por último desejo ao Engenheiro muita saúde e que a mim não me falte.

E já agora em nota de rodapé diria... pague lá os impostos devidos, faxavor!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Os Contos de Natal

2021
2022

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D