Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Derrubando records!

Em 1956 surge no cinema pela mão de Roger Vandim o filme “E Deus criou… a mulher” protagonizado por Brigite Bardot.

Pegando neste título cinéfilo hoje poderemos afirmar que “E Deus criou… CR7” protagonizado agora por Cristiano Ronaldo, um madeirense que muito novo veio para Lisboa e por aqui foi construindo os alicerces para aquilo que é hoje: o melhor jogador de futebol do Mundo de sempre!

Inventem records que CR7 tudo fará para os pulverizar. Mirem nestes números que fazem daquele jogador:

- o melhor marcador do Real Madrid com 451 golos (a uns “meros” 128 golos de distância do 2º classificado);

- o melhor marcador das selecções com 115 remates certeiros;

- o melhor marcador da Champions League com 141 golos.

Este fim de semana Cristiano Ronaldo bateu o record de melhor marcador de todos os tempos com 807 golos.

Uma marca, diria, quase extraterrestre.

Quando já muitos tentavam fechar o livro de records para CR7, eis que este os obriga a reabrir o livro e a criar provavelmente novas metas para o português alcançar!

Só um pequeno pormenor que vale o que vale: este atleta tem 37 anos!

Eu estive lá! (outra vez)

Na passada quarta feira escrevi num blogue cooperativo um texto sobre o jogo do dia anterior que tinha oposto o Sporting do qual sou fervoroso adepto, como todos sabem, ao Manchester City quiçá actualmente a melhor equipa do Mundo.

Entre várias coisas que escrevi disse que o treinador leonino, não obstante a derrota. poderia aprender alguma coisa mais com o jogo adversário que com o resultado.

Não imagino se Ruben Amorim leu o tal postal, mas no jogo de hoje percebi uma equipa diferente daquela que costumava ver. O Sporting puxou dos galões de campeão nacional e mostrou que ainda é candidato à vitória do campeonato, todavia não dependendo somente de si.

Mas o melhor mesmo desta tarde/noite, para além dos sempre apetecíveis golos, foi a postura da equipa, que vendo-se a ganhar por três a zero e jogando 11 contra 10 do Estoril, não deixou de carregar no acelerador de forma a ampliar a vantagem.

Boa atitude dos jogadores. Óptima presença dos espectadores acima dos 35 mil.

Eu estive lá, outra vez, e não me arrependi!

Ruben Amorim e as CI

Um caso de estudo!

Nunca vi nenhuma conferência de imprensa de Ruben Amorim enquanto treinador do Braga. Actualmente não perco uma…

Seja na vitória ou na derrota a forma como Amorim estilhaça as perguntas dos jornalistas com respostas assertivas, bem estruturadas e sem nunca fugir ao assunto, traduz uma apetência inata para o lugar que ocupa. Não se refugia em velhas e gastas desculpas quando as coisas correm menos bem, como também não se coloca em bicos dos pés quando ganha.

Aquela postura e discurso não se aprende em nenhum compêndio. Advém, calculo eu, de uma convicção e uma crença que nasce no seu interior e se transmite a quem o escuta.

Nesta altura o que mais me diverte ver e ouvir nas Conferências de Imprensa com Ruben Amorim, não será como pretende ele que a equipa jogue o próximo jogo (isso já todos sabem!), mas perceber como ele se esquiva e sai sempre por cima nas respostas aos diferentes jornalistas.

Diria que este cavalheiro merecia ser um caso de estudo.

 

Também aqui

 

Simplesmente vergonhoso!

Portugal é (demasiado) fértil em brindar o mundo com bizarrias.

Esta noite ofereceu mais uma. Oriunda do nosso triste e paupérrimo futebol.

Uma equipa (que nem deveria estar na 1º Divisão sendo outra das bizarrias!!!) entra em campo com 9 jogadores, repito 9 porque tem 17 atletas infectados com Covid-19 e todos acham normal?

Resultado... o nosso futebol está neste momento a ser gozado em grande escala por essa Europa fora. O que mais estranho é que este caso tenha sido validado por um clube que já foi campeão europeu e que deu e continua a dar ao futebol grandes atletas.

Há muito que percebemos que o futebol luso é um manto de gente muito pouco séria e onde os interesses desportivos não contam nem interessam nada desde que o nosso clube ganhe... Mesmo que para isso sejam 11 contra 9...

Uma vergonha perfeitamente desnecessária!

Até deu gosto!

Ainda na sequência nefasta que foi o jogo do passado Domingo entre as selecções maiores de futebol de Portugal e da Sérvia, culminando com a vitória da equipa visitante, acabei por ver hoje o jogo entre as selecções de futebol de sub-21 anos de Portugal e de Chipre.

O resultado expressivo (seis a zero a favor de Portugal) mostra as diferenças de futebol apresentado por ambas as selecções. Porém foram outrossim evidentes as posturas e o futebol apresentado pelas diferentes selecções lusas. Se uma não saiu de uma lentidão confrangedora para não falar de total desinteresse pelo jogo, já na selecção de sub-21 viu-se uma equipa que correu, lutou, esforçou-se pelo melhor resultado.

Deu gosto ver jogar os miúdos. Mostraram aos graúdos que o futebol não é só feito de craques, mas de atletas que gostam do que fazem. Arrisco mesmo a dizer que esta equipa que hoje jogou bateria facilmente, no passado Domingo, a equipa da Sérvia.

Vá-se catar, engenheiro!

Fosse Portugal um país de gente digna e competente, provavelmente o resultado de hoje na Luz originaria diversas demissões.

A principal do seleccionador e restante equipa técnica e quiçá do próprio Presidente da FPF.

Todavia Portugal é um país pequeno. Em tamanho físico e acima de tudo mentalidades. Talvez por isso países europeus mais pequenos que nós, já nos tenham ultrapassado. Desta postura amorfa e tristemente saudosista advém aquele sentimento de “coitadinhos” ao qual tanto gostamos de apelar.

Em futebol, como em qualquer outro desporto, ganhar é fundamental e sempre muito melhor que empatar ou perder. Desde que se queira ou lute por isso.

O que se passou esta noite em Lisboa foi uma autêntica vergonha. Não interessam agora as desculpas, porque estas não se pedem… simplesmente se evitam!

Hoje os jogadores foram os menos culpados… O problema é que o timoneiro desta pobre barcaça percebe tanto de futebol como eu percebo de dinossauros. Afundou a equipa e com esta  a maioria dos portugueses.

Pena que o senhor Engenheiro Fernando Santos nunca tenha conseguido perceber o que estava hoje verdadeiramente em causa. Mas também não lhe explico…

 

Também publicado aqui.

Hoje fui "à bola"!

Há meio século "ir à bola" era coisa de homem macho... hoje denominado "alpha".

Só que a sociedade mudou muito (e as mentalidades!), e ainda bem acrescento, originando que actualmente "ir à bola" deixou de ser coisa só de homem, mas de ambos os sexos.

Deste modo vêem-se cada vez mais mulheres nos estádios não só como acompanhantes de maridos, pais ou irmãos, mas como ferrenhas adeptas do futebol e do clube do seu coração com as vestimentas a rigor (tshirt, cachecol e demais apetrechos). 

Após muitos meses sem gente no futebol gostei de ver o estádio do Sporting bem composto não obstante as limitações e fiquei plenamente convencido que as mulheres leoninas são um capital humano a ter em conta para o futuro da instituição.

O futebol, esse, é somente um desporto, mas os clubes serão eternos.

Uma mais-valia aos 36 anos!

Vi ontem o jogo da selecção de Fernando Santos que não é de todo a minha nem de muitos portugueses. Mas isso agora não interessa nada, como diria alguém!

A verdade é que em casa contra aquele portento de futebol que é a República da Irlanda, Portugal sofreu a bom sofrer para levar de vencida a equipa irlandesa.

E não fosse um velho (para o futebol, claro está!!!) chamado Cristiano Ronaldo a mostrar porque ainda é o melhor do Mundo o engenheiro Santos andaria já agora de calculadora em riste a fazer contas para um eventual apuramento.

É que bem vistas as coisas nem a Santinha de Fátima (de quem eu também sou devoto!) o ajudou. Ou melhor foi um santo madeirense, com marca internacional a mostrar aos miúdos como se joga e acima de tudo como se marca.

Ah e tal falhou uma grande penalidade... Pois falhou, mas depois pagou com juros essa falha.

Digam o que disserem, esta selecção sem Ronaldo é uma equipa vulgar, mediana, triste e enfadonha. No entanto não será por falta de jogadores lusos com qualidade, mas porque o senhor engenheiro não sabe mais... Ou então estará comprometido com outros interesses...

Fica então a perguntinha sacramental: e quando CR7 se for embora definitivamente como será?

O que faço pelo Sporting!

Não era minha ideia deixar-me vacinar contra o bichoso gripal. De tal forma que quando falava desta minha recusa, era sistematicamente atacado pela família para que fosse vacinado, ao que sempre respondi:

- Só há um evento que me fará mudar de ideias e que será a possibilidade de ir ao futebol.

Pimba, toma lá “quépraprendres”… O governo autorizou recentemente a abertura dos estádios de futebol, mesmo que a menos de metade da lotação, o meu filho comprou hoje os bilhetes e eu tive de ir à pressa, esta tarde, fazer um teste de antigénios à farmácia e… fui aqui perto de casa à pica.

Portanto a conclusão é mui simples: pelo Sporting faço tudo… até ser vacinado.

 

Também aqui

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contos de Natal

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D