Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Desorganizar as Organizações

Há uns anos uma colega minha que esteve muito ligada à Representação Portuguesa em Bruxelas dizia-me que era óptimo o Presidente da Comissão Europeia ser português. Obviamente que se referia a Durão Barroso.

Hoje e à distância que o tempo nos impõe ainda não percebi muito bem quais as vantagens que obtivemos daquele lugar ocupado em dois mandatos pelo antigo líder do PSD.

Da mesma maneira também não entendi que melhorias teve Portugal com a Presidência da Assembleia das Nações Unidas em 1995-1996 liderada pelo antigo Ministro dos Negócios Estrangeiros, Freitas do Amaral.

Actualmente não reconheço nenhuma melhoria só porque António Guterres é o Secretário Geral na ONU.

Recentemente o nome do Ministro das Finanças. Mário Centeno. surgiu como possível Presidente do FMI. Mais uma figura lusa que pode subir ao palanque mundial, mas sem qualquer benefício para os interesses deste rectângulo.

Remato com esta questão: se temos tanta gente tão boa capaz de chegar ao topo de Organizações Internacionais como foi possível que chegássemos tão baixo de forma a pedinchar umas migalhas  à velha Europa?

Nesta história há algo de dificil explicação.

Mário versus Maria(na)!

Não consigo perceber o que levará alguém a escolher o actual presidente do Eurogrupo e Ministro das Finanças do governo luso, para liderar o FMI. O Doutor Mário Centeno pode ser uma pessoa muito competente, mas tenho a sensação que não tem o perfil para liderar aquele entidade financeira.

Todavia há em Portugal alguém que eu gostaria de ver a liderar o Fundo Monetário Internacional. Chama-se Mariana Mortágua (a ministra sombra das Finanças!!!).

Não pensem que estou a brincar. A deputada do BE tem o perfil exacto para estar à frente de uma Instituição que ajuda os pobrezinhos. Países, claro!

É que esta coisa de se criticar as políticas e decisões económicas de um país sem se ter qualquer responsabilidade é demasiado fácil. Como diria alguém: criticar é fácil, fazer melhor melhor é que é dificil!

A deputada parlamentar associada às diversas comissões de Economia e Finanças no âmbito da Assembleia da República necessita rapidamente de assumir um cargo destes, de forma a perceber que a teoria é, infelizmente, muito diferente da prática.

Até lá vai debitando umas ideias que já ninguém crê e ninguém quer!

Não havia necessidade!

Há pessoas que fazem determinadas observações que parecem assim à primeira vista inocentes mas que inocentes não têm nada.

Foi o caso da Presidente do FMI, Christine Lagarde, que em declarações públicas disse qualquer coisa como: temos de nos reunir como adultos.

Quando ouvi isto estranhei e tenho andado o dia todo a matutar nisto.

De súbito fez-se luz... As palavras tinham um destinatário: o governo Grego.

De forma subtil a ex-ministra das finanças francesa deu uma alfinetada a Trsipras e a Varoufakis tendo em conta a relutância das suas posições.

Realmente não havia necessidade!

Mais sobre mim

foto do autor

Posts mais comentados

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Os meus livros

Des(a)fiando Contos
Quatro desafios de escrita

Os Contos de Natal

2021
2022

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D