Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Governar… a família!

Decididamente ainda não entendi a admiração das pessoas por neste governo haver relações familiares entre as equipas nos diversos ministérios. Pior … admira-me que alguns partidos da oposição critiquem este governo esquecendo passados recentes.

Eu acrescentaria que apoio estas medidas de juntar no governo a família. Deste modo em vez de se estragarem muitos lares estragar-se-iam muito menos casamentos e relações.

Dou um exemplo: o pai Ministro está num Conselho dos mesmos e à sua frente tem uma Ministra que é a sua filha. Ora menos uma preocupação para um pai que assim sabe onde anda a filha com todas as conveniências que isso apresenta.

Outro exemplo: o Ministro sai de casa para ir para o seu gabinete e pergunta à mulher se ela pretende boleia. Ela responderia que não pois o motorista viria buscá-la dali a uns minutos. Resultado: tanto marido como esposa sabem onde andaria o outro e sem haver desconfianças.

Tudo isto dará um governo muito mais coeso e muito mais estável porque os próprios elementos estão mais focados na suas actividades do que em pensar: onde andará a minha mulher a esta hora ou e esposa a perguntar a si mesma: onde andará aquele malandro do meu marido?

Com estas preocupações parte do foco dos governantes seria desviado do que realmente interessa.

Finalmente não há no governo ninguém da minha família? È que ando a precisar de ganhar mais uns cobres.

Dia inesquecível...

... o de hoje!

Sem saber, sequer imaginar alguém organizou um almoço em família em que fui o homenageado. Ainda consequência dos 60 anos que havia falado aqui.

Adoro surpresas. Então destas... ainda mais.

Três gerações que se juntaram: os meus pais, eu e a minha mulher e os meus filhos. Ainda vieram os meus cunhados e o meu sobrinho maila a mulher.

Ao todo éramos doze. Num restaurante que já é uma tradição de família.

Terminei o dia com uma viagem sossegada até à Beira Baixa, onde me sinto sempre muito bem!

Como disse no título: foi um dia inesquecível!

Pergunta de Natal!

Quando se fala do Natal falamos de:

prendas,

crianças,

circo,

doces,

perú,

bacalhau,

couves,

pinheiro,

luzes.

E mais um sem número de coisas que seria naturalmente fastidioso enumerá-las.

Nisto tudo há sempre uns que trabalham imenso e outros que aproveitam.

Por cá iniciaram-se hoje os preparativos para os dias que se aproximam. A contar com a ida a outra casa na consoada e com o receber a família no almoço de Natal, no dia seguinte.

Este suposto vaivém lembrou-me uma simples questão: preferem ir comer a casa de alguém de família ou receber esta em vossa casa não obstante o trabalho que possa existir?

Fica assim a pergunta... venham essas respostas!

Já passaram 10 anos!

Faz hoje precisamente 10 anos que partiu um homem fantástico.

Foi uma pessoa boa, amigo do seu amigo,  que adorava a família e com quem aprendi muito.

Acima de tudo com a sua forma de estar na vida. Combativo quando achava que tinha razão, ia até ao fim numa luta sem nunca perder a compostura e a noção do razoável.

Fui tristemente testemunha das suas últimas palavras.

Morreu em paz como um simples círio cujo pavio desaparece, mas rodeado dos mais próximos.

Deus teve misericórdia dele e levou-o para ao pé de si sem dor sem sofrimento.

Há 10 anos tive que vestir um defundo pela primeira vez. Ainda por cima o meu sogro e bom amigo J.

Porque a vida nem sempre nos dá o que desejamos mas sempre o que necessitamos, aquele fim de tarde início de noite ficou gravado no meu espírito para sempre.

Obrigado por tudo o que me ensinou, pela mão amiga sempre estendida para ajudar, pelo carinho sempre demonstrado.

Faz-me ainda (muita) falta!

 

A família é o que mais importa!

Tenho uma família relativamente grande.

Da parte do meu pai havia 6 irmãos, mas um já faleceu, que originaram 16 primos direitos. Entretanto uma delas também já partiu vítima de um cancro galopante. 

Da parte da minha mãe são somente três filhos e quatro primos.

Tudo somado tenho neste momento 19 primos direitos e ainda 7 tios. Vivos... O mais novo tem mais de setenta anos e o mais velho já ultrapassou os 90.

Tudo isto para dizer que vamos estar todos juntos. Como há três anos aquando do casamento do meu filho mais velho. É que um dos filhos de um dos meus primos casa-se hoje.

Imagino que vai ser uma grande festa. O barulho vai ser enorme pois temos o (mau) hábito de falarmos muito alto. E de forma empolgada, como se uma qualquer revolução estivesse a acontecer.

Tenho a certeza que vai ser um dia fantástico.

Porque não há nada melhor na vida que a nossa própria família!

Amanhá vai ser um dia... daqueles!

Amanhã será um dia importante para dois cá de casa:

- Para o meu pai pois comemorará o seu octagésimo quinto aniversário (idade bonita, não é?);

- Para mim porque estarei pela primeira vez num encontro de bloguers.

Ora se no primeiro acontecimento o meu antecessor liga tanto ao seu aniversário como eu ligo ao campeontao Mundial de fumadoras de cachimbo, já no segunto a minha preocupação é real e evidente.

Um encontro de gente que escreve em blogues, tal como eu, ainda por cima como convidado acarreta uma anormal responsabilidade. Durante a já minha longa vida lidei com milhares de pessoas, todas elas com características naturalmente diferentes. E nunca me atrapalhei

Só que desta vez a coisa tende a tornar-se mais complicada pois não quero defraudar ninguém e muito menos quem apostou em mim.

Veremos então como correrá o dia.

Mas primeiro de tudo tenho de chegar a Lisboa e neste momento estou a algumas centenas de quilómetros da capital.

Há que partir muito cedo. Ir devagar para chegar depressa.

Amanhã é dia de festa

Está quase tudo pronto para amanhã.

Na aldeia beirã realiza-se este fim de semana a tão costumada festa. Ora sempre que não vamos lá, a família junta-se num almoço geeralmeente fora de portas.

O ano passado calhou em Mafra. Este ano fazêmo-lo aqui na minha casa, enquanto estou de férias.

Bacalhau assado no forno com batatas, salada e muitas entradas e doces será o menu.

Seremos onze pessoas e neste momento já só falta ligar o forno e pôr a mesa.

Vamos então ao repasto:

Entradas:

Mini rissóis;

Mini croquetes;

Mini empadas;

Mini merendinhas;

Paté de marisco,

Melão com presunto;

Queijos diversos.

Prato principal:

Bacalhau assado acompanhado batatas e salada.

Sobremesa:

Mousse de chocolate caseira;

Gelado;

Frutas diversas;

Gelatina.

Por fim:

Café;

Descafeínado;

Diversas bebidas espirituosas

 

Faltam as referências aos vinhos. Mas assumo que haverá para todos os gostos: brancos, tintos, rosés.

Espero que seja um dia inesquecível!

Dia de trabalho em família

Após longas horas de trabalho regresso por breves momentos aqui à escrita.

Ontem havia aqui avisado. Hoje foram (só) treze candeeiros montados. Com as respectivas medições e furos, para tudo ficar como deve ser.

Actualmente montar uma casa não é nada fácil. Ainda por cima quando se passa de um apartamento pequeno para uma moradia com muitas salas.

A família esteve toda presente e ajudámos no que pudemos, cada uma à sua singela maneira.

Já noite jantámos todos pizza.

E mesmo cansados ainda conseguimos rir.

É optimo vivermos estes momentos. Recordações quiçá breves mas que ficarão para sempre

 

Outra coisa completamente diferente ou talvez não!

Conheci em tempos um grande homem, entretanto já falecido. Tive com ele uma relação muito próxima e dávamo-nos muito bem.

Sempre o conheci como alguém que sabia o caminho que pisava. Trabalhador e de uma vontade indomável só mesmo a doença o venceu.

Sobre ele escrevi em tempos este texto.

Amigo do seu amigo, todavia encontrou na família o verdadeiro lastro da sua vida. Adorava as filhas e os netos e quantas vezes quase parecia uma criança.

Nasceu muito pobre, passou mal na sua juventude, mas acabou por erguer o seu pequeno mundo e morreu rico em afectos que todos, sem excepção, lhe dispensaram.

Foi assim a vida do meu sogro.

Só mais um pequeno pormenor sem importância nenhuma… Nasceu no mesmo dia e no mesmo ano de Mário Soares!

Férias de 2016

Parece que foi ontem, mas já passou uma semana desde que entrei de férias. Este tempo de lazer e descanso parece correr mais depressa que o tempo em época de trabalho.

Calor, praia, bons petiscos, bons vinhos e claro está boa companhia foram os componentes desta última semana.

Claro que o sono ainda não se encontra totalmente recuperado mas para lá caminha.

Aproxima-se um Domingo certamente diferente com direito a passeio e almoço em família.

Estes eventos também fazem parte das (boas) férias... 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D