Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Quando o exemplo... não vem de cima!

Nos últimos dias temos sido invadidos com constantes notícias de ajuntamentos à revelia do que foi autorizado.

Depois do que aconteceu em Lagos as autoridades perceberam que teriam de intervir mais a sério, evitando as festas privadas ou públicas.

Carcavelos, Braga, Lisboa e provavelmente noutros lugares, muitos jovens juntaram-se para libertarem o que lhes ficou preso na alma durante muitas semanas.

O governo e o PR vêm agora, muito à pressa, afirmar que é ainda não é tempo para festividades, que pode-se estar a estragar o que foi evitado durante meses...

As palavras são eventualmente muito bonitas e obviamente bem intencionadas, mas a verdade é que ninguém esquece as comemorações do 25 de Abril, do 1º de Maio, das manifestações anti-racistas...

Se querem que o povo cumpra o que lhe é pedido nada melhor que o governo e as outras organizações passarem a dar o exemplo.

De outra forma não vale a pena qualquer campanha.

Falta-me só a prenda!

Um dos maiores e melhores jogadores de futebol de todos os tempos (sim, sim eu sei que houve Péle e Maradona!!!!) ainda está no activo. É português, joga na Juventus de Turim, chama-se Cristiano Ronaldo e faz hoje 35 anos.

Nada disto teria importância se CR7 não fosse o que é neste momento perante todo o Mundo: uma marca.

A postura que o atleta colocou e coloca sempre em campo, a forma como se disponibiliza perante os seus fãns, a vontade férrea de bater sempre mais um record e, acima de tudo, a influência que é nos atletas mais jovens, fazem de Ronaldo uma verdadeira marca comercial. Que vende!

Não obstante nos derradeiros anos algumas tentativas semi-frustadas para denegrirem a imagem do capitão da selecção Nacional através de impostos não pagos e eventuais violações, a verdade é que CR7 saiu destas polémicas por cima, deixando os seus inimigos à beira de um ataque de nervos. Quem nasce para ser vencedor, nada o derrota!

Finalmente gostaria de oferecer uma bonita prenda a Cristiano Ronaldo, mas calculo que ele não necessite de nada. Ainda assim, e o melhor que posso fazer, é escrever este postal, desejando que continue a ser um bom exemplo para todos os portugueses, que se mantenha em actividade por muitos anos e principalmente que exiba a boa saúde física e mental com que tem brindado o Mundo.

Parabéns Cristiano Ronaldo.

Quem se lembrará?

Dei por mim um destes dias a colocar-me as seguintes questões: e se eu a determinada altura da minha vida tivesse tomado outra opção, diferente daquela que tomei? Que seria eu hoje?  Quem seria eu hoje?

 

As questões martelam-me constantemente a consciência, mas jamais saberei o que teria sido a minha vida se…

 

Efectivamente não vivemos de “ses” condicionais mas de “ces” de certezas. E é com estas que temos de lidar permanentemente. Todavia prefiro ter tido tomado uma má decisão do que viver eternamente numa dúvida.

 

Esta última ideia cai obviamente um pouco em contradição com as questões formuladas no início. E se…? Pois é… o homem é um ser em permanente dúvida e incerteza.

 

Lembrei-me deste tema porque apercebi-me que muitos dos meus antigos colegas de escola são hoje pessoas com carreiras fantásticas e profissões… relevantes:

 

jornalistas e analistas em que a sua opinião assume peso;

médicos que curam e salvam vidas;

militares de carreira que salvaguardam a nossa soberania:

professores que ministram ensinamentos aos mais novos:

académicos que ensinam doutrinas;

advogados que defendem grandes causas…

 

E eu?

Mantenho-me nesta espécie de mediocridade sem ser relevante para quase ninguém, a não ser para os meus. Será que algum daqueles meus antigos companheiros de escola ainda se lembrará de mim?

Duvido...

81 anos!

 

Será apenas um número. Mas para o meu pai é mais um ano de vida conquistado. Quem o conhece, vê nele uma serenidade que só os anos e as experiências vividas sabem trazer.

 

Sempre tivemos uma relação muito próxima. Acompanhei-o muitas vezes na sua vida militar e partilhámos momentos fantásticos e inesquecíveis.

É ainda hoje para mim um (bom) porto de abrigo.

 

Aquelas mãos inchadas de trabalho e canseiras, ainda seguram com vigor o cabo da enxada que fere a terra vermelha. É um exemplo de tenacidade, força e constância.

 

Hoje no dia do seu octogésimo primeiro aniversário almoçámos juntos com mais alguns familiares. Uma festa pequena porém merecida. Sei que sentiu a falta dos netos, mas se Deus quiser para o ano há mais!

 

Parabéns meu pai.

Mais sobre mim

foto do autor

Posts mais comentados

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D