Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Uma latina... Inglaterra!

Ainda não tinha conseguido ver nenhum jogo da selecção inglesa, neste Euro. Por esta ou aquela razão nunca havia almejado esse desiderato..

Mas esta tarde descobri que a selecção de Sua Majestade se apresentaria na Cidade Eterna contra a icterícia Ucrânia para discutirem um lugar nas meias finais.

Sempre me habituei a ver futebol inglês, Creio mesmo que será do melhor que se joga pelo Mundo. Mas esta qualidade nos campeonatos internos nunca tem sido plasmada na sua selecção. E assim a Inglaterra tem regressado, demasiadas vezes. à sua ilha sem honra nem vitórias.

Porém na partida de hoje vi uma equipa a não jogar naquele sistema tão "british" que era de régua e esquadro, com bolas em profundidade nos alas e depois centros para a grande-área, mas a enfrentar a equipa adversária de um modo muito latino.

Uma equipa muito solidária, com jogadores de grande qualidade técnica e um futebol muito mais rendilhado. Recordo a este propósito que o resultado já estava em 4 a zero a meia dúzia de minutos do fim e a defesa inglesa mostrou-se muito coesa e deveras disciplinada. Diria mesmo que nunca vi uma selecção inglesa a jogar desta forma tão... latina.

Por fim acrescento que se muitos adeptos apostam na selecção transalpina para vencer o Euro 2021, eu  se estivesse no lugar deles, provavelmente reconsideraria nessa teima, para colocar a Inglaterra ao mesmo nível da Itália.

Estamos muito perto de saber quem terá razão. Até lá há ainda adversários para derrubar.

Agora é fácil...

Não é de agora a minha demanda contra Fernando Santos. Pode ser boa pessoa, não ponho isso em causa, mas sinto que cada vez mais é tempo de se reformar do futebol nomeadamente da selecção nacional. 

Obviamente que agora é fácil descascar no selecionador! Mas tornou-se fácil porque ele se colocou a jeito para ser o centro de todos os males.

Já em 2019, neste texto, eu alertava para a necessidade de Fernando Santos ter outra abordagem perante a selecção, mas quiçá teimoso ou incompetente - já nem sei - o engenheiro manteve a sua ideia retrógada de futebol com os resultados que ora adquirimos. Fomos campeões da Europa naquilo que em futebolês se designa "bambúrrio" de sorte. Não foi saber...

Será tempo agora da Federação Portuguesa de Futebol repensar o futuro. Aproxima-se a qualificação para o Mundial e assim seria útil que a casa fosse rapidamente arrumada, para não termos novas decepções.

Com tanto treinador português livre, disponível, jovem e com um visão mais real do futebol moderno, creio ser o momento ideal para se mudar a agulha. 

Entretanto, posso até agradecer ao senhor engenheiro o que fez na selecção, todavia não olvido o muito que deixou por fazer...

A hora de Portugal jogar!

É a hora melhor para se andar na estrada...

Saí de casa hoje pelas 19 horas para ir a uma consulta a Lisboa. A distância entre a minha casa e o hospital ultrapassa pouco a mera dúzia de quilómetros. Mas o problema não são os quilómetros que medeiam entre os dois sítios, mas tão somente as estradas problemáticas que costumo apanhar.

Porém a consulta estava marcada para mui perto do início do jogo de hoje de Portugal contra a França. Resultado: fiz o caminho todo sem apanhar muito trânsito, de forma calma, serena e descansada. Uma maravilha!

No entanto o regressso foi diferente, já que apanhei uns apressados ou sei lá atrasados, para verem o que faltaria do jogo.

Mas uma coisa é certa... durante o tempo do jogo da selecção há muito menos movimento.

Do jornalismo à (triste) realidade!

Gosto da capa de hoje do Jornal desportivo espanhol "Marca"

ao referir que os médicos são já os vencedores do torneio europeu. Tudo devido à forma célere e competente como lidaram com a síncope cardíaca que atingiu a estrela dinamarquesa Christian Eriksen.

As imagens chocantes correram mundo e ao que sabe o jogador recuperou, mas continua internado para novas baterias de exames.

Como sempre olho para estas situações e fico a pensar como é que elas acontecem, especialmente em atletas altamente treinados e preparados. É que se puxarmos pela memória, e não é preciso muito, lembramo-nos do malogrado Alfredo Quintana, guarda redes de Andebol do FC Porto e da selecção nacional ou de Alex Apolinário malogrado jogador do Alverca.

Com todos estes acidentes a acontecer e cada vez com mais frequência, pergunto-me até que ponto os médicos dos clubes e das federações validam com assertividade os atletas da sua real condição física? Ou provavelmente exige-se demasiado esforço e empenhamento aos atletas, olvidando que estes são simples seres humanos e não puras máquinas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D