Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Bons políticos precisam-se!

Com o chumbo do OE para 2022 subiu à tona, mais uma vez, o pior dos nossos políticos. Também não sou grande apreciador do voto (in)útil, pois este não serve a ninguém. Em tempos António Guterres actual Secretário-Geral das Nações Unidas conseguiu aprovar o seu orçamento pela diferença mínima de um voto de um tal deputado do CDS de Ponte de Lima. No fundo fez o trabalho de casa!

Mas nem isso António Costa conseguiu desta vez. Nem um acordo parlamentar. Após a prosápia usada aquando da criação da geringonça, ora AC não teve arte nem engenho para chegar mais longe ou mais perto no seu orçamento. Como disse alguém: O PM está cansado e desejoso de deixar S. Bento.

Com o que se passou recentemente cada vez estou mais crente desta ideia. Ou então Costa espera que o PS, naquele seu ar de vítima, consiga uma maioria absoluta, o que sinceramente não seria o melhor para o País.

É que se olharmos bem, a esquerda que tanto ajudou ao acordo de 2015 foi a mesma que agora retirou o tapete ao PS. Por egoísmo, malvadez ou somente inexperiência política?

Deste modo os lideres partidários continuam a ser meros aprendizes de feiticeiros ou políticos de vão de escada sem capacidade e vontade de levar este país para a frente. A esquerda lusa mantem-se apostada no seu discurso sempre pobre e pouco alternativo, enquanto a direita continua em permanentes suicídios políticos de dirigentes.

Sobra assim as franjas de um e outro lado do hemiciclo que podem aproveitar as próximas eleições para almejarem melhores resultados, nomeadamente à direita.

Mas se tal acontecer será bom que os dirigentes dos diversos partidos assumam publicamente o erro que agora cometeram, porque seria preferível ter um mau orçamento que não ter orçamento algum!

Depois não se admirem!

Mais sobre mim

foto do autor

Posts mais comentados

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Os Contos de Natal

2021
2022

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D