Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Dinheiro: o amigo traiçoeiro

Aquando das passagens do ano há dois pedidos que vêm sempre ao de cima na maioria das pessoas.

O primeiro prende-se com a saúde (e faz sentido!). O segundo prende-se invariavelmente com o dinheiro.

Hoje de manhã levantei-me cedo não obstante ter dormido mal e ter-me deitado tarde. Após o pequeno almoço em família com um pijama de doces saímos para tomar um café matinal.

Não havia movimento na rua, mas ainda assim o café estava composto de gente, maioritariamente jovens da minha idade ou mais velhos. Entretanto no chão da rua ainda eram visíveis os restos da folia do “réveillon”.

Aquilo eram garrafas, copos, confettis brilhantes. E no meio destes encontrei ainda em tamanho pediátrico rectângulos com as cores e os desenhos das notas de 500 euros.

Percebi logo que estes espécimes de má qualidade eram a razão visível daquilo que muita gente pretende para estes dias...

Creio que já por aqui falei que o dinheiro é importante, mas não resolve os problemas de todos nós… Pior, para muita gente ter dinheiro é sinónimo de mais preocupações pois não sabem nem estão preparados para gerirem pequenas fortunas que lhes caem nas mãos.

Quem nunca teve (ou viu) muito dinheiro considera que o vil metal é inesgotável e que compra tudo. Pois enganam-se redondamente.

O dinheiro pode ajudar… mas também pode afundar. É um daqueles amigos em quem não confio.

Não seria mau pensarmos nisto.

A loucura dos milhões… dos outros

Li algures por aí que o jogador Messi vai ganhar no próximo contrato com o seu clube Barcelona mais 14 milhões de euros por época que Cristiano Ronaldo.

A verdade é que esta diferença de dinheiro é simplesmente muuuuuuito mais do que aquilo que eu ganharei nesta vida e em mais outras 10 vidas que jamais viverei.

Há quem não tenha noção real do que é esta quantidade de dinheiro em notas. Todavia eu, que entrei em muitas casas fortes, recheadas de papel-moeda até acima, tenho perfeita noção do volume de dinheiro que correspondem aqueles milhões.

 No entanto há uma pergunta que sempre fica a pairar quando leio estas notícias: que farão estes artistas da bola ao dinheiro que recebem?

Sei que alguns investem, outros gastam em carros e uns sustentam a família até à décima geração, mas sinto que estes valores, badalados como se de uma promoção se tratasse, são verdadeiros atentados à maioria das pessoas que ganham pouco mais que o salário mínimo ou por vezes nem isso.

Mas isto não interessa nada. O que realmente conta é saber qual o jogador mais bem pago do mundo.

Será que estamos todos loucos?

Estórias e histórias… minhas – II

Dizem que foi o Grouxo Marx que afirmou: “Há coisas mais importantes na vida que o dinheiro, mas são tão caras”.

Aquele comediante acabou por numa simples frase, resumir o que é normalmente a vida de todos nós. Conseguir algum dinheiro para ter coisas mais importantes.

À primeira vista o que atrás escrevi parece ser um contrassenso, mas se de forma serena e distante analisarmos a frase, ela faz todo o sentido. Mas fará para todos? É o que vamos ver…

Certo dia conheci um homem já com muita idade. Vestia sempre a mesma farpela havendo muitos sítios que já estava puído e quase roto. Vivia numa casa pobre sem luz, sem água corrente, sem mulher e muito menos filhos.

O tempo, passava-o a guardar gado deste e daquele! Uma barba grande e uma enorme calva faziam dele um homem estranho e consequentemente pouco sociável, tanto mais que nunca saía de casa, nem em dias de festa.

Um dia cruzou-se comigo à frente de um rebanho acabado de sair de um curral e deu-me a saudação. Que eu devolvi com a devida educação. Dias mais tarde encontrei-o a cortar lenha e perguntei se necessitava de ajuda. Ao que me respondeu que era velho mas ainda com força e estaleca para aquele trabalho. Mas percebi que gostou que lhe oferecesse ajuda.

Acabámos amigos e falámos de muita coisa. Do seu passado, dos seus desejos e vontades e imagine-se do seu futuro.

Mas de tudo o que ouvi dele retive uma mera frase que resumiu uma filosofia de vida. E perante a qual não tive argumentos contra. Tudo por causa do dinheiro. Disse ele então:

- Só espero que te divirtas tanto a gastar o teu dinheiro como eu me divirto a poupar o meu!

Um homem simples, inculto aos olhos de muitos, deu-me naquele dia uma lição que jamais esqueci.

Nunca segui os seus passos.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D