Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Coincidências ou...

Em finais de Janeiro deste ano, tão incomum como inesperado, preparei-me para as férias deste ano. Assim marquei viagens e estadia para três das nove ilhas açorianas, a saber: Santa Maria, Graciosa e S. Miguel.

Mas com a evolução da pandemia durante meses temi o pior... E o pior seria não ir de viagem! 

De vez em quando recebia umas mensagens na minha caixa de correio electrónico dando conta da evolução da pandemia nos Açores. As notícias não pareciam muitos animadoras.

Hoje decidi fazer um ponto de situação tendo em conta que recebera uma mensagem a comunicar que um dos vôos havia sido antecipado em algumas horas. Telefone em riste eis-me à espera que alguém me atendesse da companhia aérea.

Finalmente consegui saber tudo e reenviaram-me novos bilhetes já que o vôo em que previra ir já não se faria, saindo um outro mais cedo.

Depois decidi fazer um périplo pelos diversos alojamentos previamente reservados.

E foi assim que percebi que no próximo dia 16 de Julho, dia da minha partida de Lisboa, far-se-á o primeiro voô directo pós-pandemia entre Lisboa e Santa Maria... e eu estarei nele. Depois também descobri que o hotel para onde irei dormir nessa noite reabre nesse mesmo dia 16 de Julho. Quem diria?

Duas meras coincidências ou... algo mais?

Não há coincidências... na política!

Ontem li algures que a Auto-Europa se preparavava para sair de Portugal. Não imagino se é ou foi verdade essa intenção, mas que li, li!

O que sei é que no dia seguinte, quer dizer hoje, os estivadores, governo e patronato chegaram a um acordo para o diferendo no Porto de Setúbal.

Podem considerar que foi uma oportuna coincidência. Podem chamar o que acharem de melhor. Mas eu só acredito no que quiser.

E desde já assumo que não creio em coincidências.

Duas estórias (quase) semelhantes

Hoje ji mais a fundo a estória da carta descoberta numa casa de banho na Austrália.

O caso parece curioso acima de tudo porque algumas das previsões pareceram correctas e acertadas. Mas reconheço que também não seria muito difícil adivinhar o futuro. É certo que a previsão seria para muitos mais anos, mas o estranho é que já hoje as coisas estão a acontecer. Ou melhor os eventos anteciparam quarenta anos.

A primeira conclusão que retiro disto é que o mundo caminha a uma velocidade cada vez maior e o que há vinte anos demoraria dez dias a ser feita agora demora poucos minutos. mas é o custo da chamada evolução.

Bom... o mais curioso é que hoje ao almoço contou-se o seguinte relato:

"Alguém decidiu fazer obras numa das suas casas de banho. Para tal começou a partir paredes mas antes d mais retirou os azulejos. Depois vieram as próprias loiças que foram outrossim retiradas (não imagino sequer se serão reaproveitadas!). Só que quando arracaram uma das loiças encontraram por detrás um saco de plástico. Estranhamente. Só que este não estava completamente vazio.

Lá dentro foi achado um conjunto de notas portuguesas, que todas somadas ascenderam a 100 mil escudos ou a 500 euros na moeda actual."

Não soube que notas eram ou se ainda poderão ser trocadas, tendo em conta o tempo já decorrido, mas saber deste caso precisamente neste dia, é realmente uma enorme coincidência.

Na vida não há coincidências!

A afirmação que titula este texto não é simplestemente uma ideia minha mas uma constatação! Infelizmente...

Fez ontem meio século que um jovem de 17 anos, numa praia portuguesa, ficou paraplégico ao bater com a cabeça na areia.

Atirado para sempre para uma cadeira de rodas, aceitou o seu fado, destino, cruz...

Conheci-o muito mais tarde como colega. E facilmente ficámos amigos. Muito amigos.

De tal maneira que perdi o conto às vezes que o levei ao carro e o mudei da sua cadeira de rodas para o lugar do condutor.

Perdi o conto às vezes que o fui buscar à garagem, que lhe levantei dinheiro no Multibanco, que o levei a casa empurrando a sua cadeira, que levei o tabuleiro da comida à mesa.

Nunca casou nem tinha filhos. Mas enquanto pode veio sempre trabalhar. E era um bom funcionário.

O Jorge foi um grande amigo meu. Como era amigo de toda a gente. Todavia desde que se reformara que vivia num lar, longe da pouca família e dos muitos colegas e amigos. Semana sim, semana não, era certo cair numa cama do hospital.

Ontem perdi este amigo. No dia em que fez 50 anos do seu acidente. 

Alguém acredita mesmo em coincidências?

 

O minuto 92 no futebol…

Há por ai uns “gurus” que afirmam que a numerologia é uma ciência.

 

Eu, na minha maneira muito própria de ver as coisas não acredito. Nem sei se chamará aquilo uma ciência. Porém, ontem e hoje, dei por mim a reparar, com a ajuda de algumas fontes, valha a verdade, na quantidade de coincidências que a final de ontem, perdida pelo Benfica, originou.

 

Desta forma repare-se no seguinte:

 

1 – Nove (9) participações em finais, apenas duas (2) vitórias;

 

2 – Decorria o minuto 92 quando o Chelsea marcou o segundo golo;

 

3 – Os números das camisolas dos marcadores dos golos ingleses eram o 9 (Fernando Torres, 1-0) e o 2 (Ivanovic 2-1);

 

4 – Já para não falar do minuto 92 no Estádio das Antas no passado fim de semana.

 

 

Podem ser simples coincidências, pois podem. Mas também não deixa de ser curioso!

 

Ah e já agora, não se esqueçam que em 1999 o Manchester United ganhou a Liga dos Campeões contra o Bayern, com dois golos nos descontos sendo o da vitória por 2-1 ao minuto 92.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D