Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

José Mourinho – o estranho dilema de um adepto

Parece certo a consumação do casamento entre Manchester United e José Mourinho. Para grande tristeza minha!

Como é do conhecimento de todos os que por aqui fazem a fineza de passar, tenho grande apreço por José Mourinho. Especialmente a partir daquele dia em que mandou calar meio estádio de futebol numa celebérrima final da Taça da Liga Inglesa contra o Liverpool.

Tenho, todavia, a “real” consciência de que JM é um daqueles homens angariadores de sentimentos antagónicos: ou se gosta ou se odeia. Portanto com Mourinho não há meio termo.

Foi a partir daquela final que passei a seguir a carreira do setubalense com avolumado interesse e acabei, quase sem querer, por me tornar um fervoroso adepto do Chelsea FC. Com ou sem Mourinho!

A vida de um treinador não é fácil. Mas Mourinho, mais que todos os outros, tem sabido lidar com isso. Em cinco anos no Chelsea foi três vezes campeão, ganhou duas taças da Liga, uma taça de Inglaterra e uma supertaça. Porém este palmarés não foi o suficiente para se manter em Stamford Bridge. Mas “that’s life”…

Agora esta ideia de ir para Manchester, para o Teatro dos Sonhos, treinar a antiga equipa comandada por Sir Alex Ferguson é que não lembra a ninguém. Especialmente a mim.

É que com este acordo, mesmo tentando seguir com costumado interesse a carreira do novo treinador do Manchester a verdade é passo a viver num enooooorme dilema.

Se por um lado espero que Mourinho continue a ganhar, como sempre o fez, por outro só desejo que ele perca dois jogos: ambos contra o Chelsea!

Todavia até chegarem esses dias vou estar a torcer pelo setubalense!

Mourinho... Real?

Era previsível por todos!

Era desejável por muitos!

Consumou-se, enfim!

A saída de Mourinho do Chelsea. Uma época desastrosa, onde tudo correu mal.

Após ter sido campeão mesmo não jogando bem, o Chelsea tinha a obrigação de jogar melhor. Vi poucos jogos da equipa londrina... Melhor... só vi os da Champions League mas deu logo para perceber que a equipa estava amorfa, triste, desinspirada!

Culpa de José? Talvez... Mas não só! Senti que desde o ínicio da época alguns jogadores não davam "o litro" dentro de campo.

Obviamente que Wenger, treinador do Arsenal, deve estar a rir neste momento, já que esta é a segunda vez que Mourinho sai pela porta dos fundos do rival londrino, enquanto francês se mantém à frente da equipa arsenalista.

Não obstante apreciar sobremaneira a filosofia de jogo de José Mourinho, com os muitos (bons) resultados e que todos sobejamente conhecemos, reconheço que a vida do setubalense no clube londrino tornou-se deveras complicada.

Mas a profissão de treinador é feita destes "acidentes".

E certamente equipas não lhe faltarão para treinar... Real Madrid inclusivé!

Um treinador vulgar?

Os últimos dias de José Mourinho em Inglaterra não têm sido fáceis. Todos sabemos como é a crítica da imprensa desportiva em terras de Sua Majestade: mordaz e implacável!

Hoje JM não é o "Happy One" de outrora, nem o "Special One" da sua primeira vez em Inglaterra. 

O futebol vive essencialmente de vitórias. Daquelas que levam os adeptos aos estádios e aos píncaros da euforia. No entanto... este ano nada disso parece estar a acontecer para os lados de Stamford Bridge. Um modestíssimo 15º lugar com apenas três vitórias e seis derrotas e ainda dois empates fazem com que o campeão inglês esteja, à décima primeira jornada, a (já???) 14 pontos do lider Manchester City.

Algo impensável há uns meses.

O Chelsea parece, pelo que pude ver, uma equipa modesta do fundo da tabela não obstante ter jogadores de grande valia. Mas será tudo culpa do treinador?

Bom... em futebol quando se ganha, ganham todos, mas quando se perde só um parece ser o culpado. É certo que o diferendo que Mourinho manteve com a médica lusa não o ajudou perante a equipa, deixando-o demasiado refém das suas próprias declarações.

Não imagino qual o futuro próximo de Mourinho, mas a vulgaridade do futebol da sua equipa parece não o ajudar. Veremos o que acontece na próxima jornada da Liga dos Campeões.

Muito se irá decidir nesta semana que ora se inicia.

 

Onde pára José Mourinho?

Vi hoje o jogo da Champios League entre o Dinamo de Kiev e o Chelsea de Londres. Não sei porquê tive a estranha sensação de o José Mourinho já não treinar a equipa inglesa.

É certo que no banco de suplentes estava lá um tipo de barba branca de muitos dias e que dava ares ao setubalense. Porém a equipa que se apresentou em campo estava a quilómetros luz das antigas equipas treinadas pelo mais mediático treinador português.

Daí a minha questão a titutar este texto.

Se alguém o vir por aí digam-lhe que regresse depressa a Inglaterra, se fizer favor.

O futebol agradece!

Mourinho - The unhappy one

Quem diria que após o empate com golos em Paris, o Chelsea se deixasse surpreender pelos gauleses de Laurent Blanc?

Todavia o futebol é fertil em situações destas e José Mourinho tinha a obrigação de saber isso.

Não vi o jogo todo, mas por aquilo que pude assistir, o último vencedor da Taça da Liga Inglesa foi demasiado displicente. Mesmo a jogar contra dez o Chelsea nunca foi capaz de se libertar do espartilho com que os franceses "envolveram" os comandados de Mourinho.

Assim mais um ano em que o setubalense fica sem ganhar a Champions League. E desta vez a culpa foi unicamente da sua equipa!

Não está nada feliz o José Mourinho! Nada mesmo!

Mourinho - um vencedor por excelência!

Mourinho ganhou mais uma vez a Taça da Liga em Inglaterra. Curiosamente este foi, outrossim, o primeiro troféu que Mourinho ganhou quando foi treinar o Chelsea pela primeira vez. Nessa altura bateu o Liverpool por 3-2, segundo a minha pobre memória e ficaram mui célebres as imagens de José com o dedo no nariz a mandar calar alguém, supostamente os que o criticavam, o que lhe valeu a expulsão do jogo.

Desta vez a vítima foi também, tal como o Chelsea, um clube Londrino, o Tottenham Hotspur, que saiu derrotado de Wembley por um (normal) dois a zero. Porém o Chelsea ganhar quase não constitui notícia tal é a forma como aquele clube joga e obtem naturalmente avanço sobre os adversários. O que é importante realçar é que este é o primeiro título de Mourinho após a sua saída do Real Madrid, onde foi campeão em 2012.

Por isso a forma efusiva como o setubalense festejou mais esta vitória é sinónimo de que Mourinho após aquele célebre dia 27 de Fevereiro de 2004 na cidade de galesa de Cardiff continua a ser, não só um treinador, mas um vencedor nato.

Veremos o que o futuro (lhe) reserverá. Começa assim bem este ano para Mourinho.

 

Vou a Londres!

Já era tarde quando tomei conhecimento do sorteio da Liga dos Campeões para a época 2014/2015. É o que dá estar de férias!

 

Vi deste modo em diferido a sorte ou o azar que calhou ao Sporting. E uma coisa é certa. Vou a Londres!

 

Pois é, para além do Sporting, que é o meu clube de coração e paixão, e da Real Sociedad, equipa pela qual nutro uma estranha afeição, há um clube em Londres pelo qual sofro. É o Chelsea de José Mourinho. O tal treinador "Special One" que eu muito aprecio.

 

Já não tenho idade para ter ídolos ou venerar atletas, mas JM e o seu Chelsea caíram-me no goto! Manias de adepto.

Prometi ao meu filho mais velho se o Chelsea calahasse ao Sporting ia a Alvalade. Mas façoa mais quero ir a Londres ver o jogo.

 

Sempre disse que um dos meus maiores desejos era um dia ir a Stamford Bridge ver um jogo de futebol. Aquele ambiente...

Ora nada melhor que aproveitar esta oportunidade e.. zarpar!

 

Observado o sorteio e os restantes adversários que calharam em sorte direi que até que nem foi mau... Mas o futebol é uma caixinha de (boas e más) surpresas.

A seu tempo veremos...

 

 

Também aqui

Invasão espanhola?

Quem diria que o Real Madrid faria da visita a Munique um passeio? Provavelmente nem os mais optimistas.

 

Falta apenas saber se José Mourinho consegue contrariar a equipa de Simione ou teremos no próximo mês uma invasão castelhana à capital portuguesa. 

 

O futebol tem destas coisas... estranhas e bizarras. Não é obviamente uma ciência exacta! E ainda bem!

 

Mas sinceramente preferia o Chelsea a 24 de Maio contra Ronaldo.

 

Do mundo o melhor  treinador contra o melhor jogador.

 

Humm... já sinto água na boca!

Mourinho... again!

A equipa do Chelsea de Londres passou esta noite às meias finais da Liga dois Campeões ao vencer o PSG da capital gaulesa. Após uma derrota na 1ª mão por 3-1, Mourinho tinha de puxar dos galões de melhor treinador do mundo e mostrá-los aos seus adeptos e ao mundo. E não deixou os créditos por mãos alheias!

 

Vitória por 2 a zero, sofrida sim mas suficiente para enviar os franceses definitivamente para casa.

 

Mourinho percebeu que a "Ibraimovicdependencia" do PSG era notória. E tendo em conta que o jogador sueco não jogou, devido a lesão, a missão poderia tornar-se mais acessível.

 

No entanto durante todo o jogo o PSG nunca esmoreceu e esteve mesmo muito perto do empate, por mais de uma vez. Foi Cavani o grande perdulário. Mas o futebol é assim mesmo: perdem uns, ganham outros.

 

Em Stamford Bridge pode ler-se também uma tarja que dizia à moda de Tina Turner: Simply the best! De certeza dirigida ao setubalense!

 

E agora vou aguardar anciosamente o sorteio das maias finais!

 

Ai como gostaria de ver um Real-Chelsea em Lisboa...

 

Lá por fora!

Em terras de sua Majestade, Mourinho continua a ser Rei. Ontem as vítimas foram os “blues” do Manchester City.

Uma vez mais o azul do Chelsea ofuscou o anil desmaiado da grande cidade industrial. O lusitano treinador provou (se algo ainda tivesse que provar!!!), porque é um dos melhores, se não mesmo o melhor do mundo. E o resultado de ontem peca por escasso…

Estranhei nas declarações de José a forma humilde como se posiciona em relação à candidatura para ganhar a Liga Inglesa. O “Special One” revelou inusual sensatez. O problema é que os números exibem algo bem diferente. E não fosse o desaire na semana passada em Stamford Bridge contra uma equipa de nível inferior, e hoje os homens de Mourinho poderiam estar na frente da “Premiere Ligue”.

Na Inglaterra do futebol reina novamente um português. Chama-se José e nasceu em Setúbal!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D