Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Carnaval? Não, obrigado!

Não sou nem nunca fui muito adepto do Carnaval.

Sei que há muitos foliões que apreveitam estes próximos dias para dar azo a uma certa liberdade (e libertinagem) pessoal. Mas nem nos tempos de escola eu apreciava as brincadeiras desta altura.

Lembro-me mesmo de um caso que se passou no Liceu que eu frequentava nos finais dos anos 70. Era eu o delegado de turma e tinha como colega uma senhora que estava grávida. Por altura do Carnaval um miúdo da escola não percebendo o estado da colega despejou uma série de ovos na cabeça. Uma brincadeira muito estúpida que deu origem a um litígio entre o marido da senhora e o miúdo, e que eu tive na altura de resolver de forma o mais diplomática possível. Mas foi complicado!

Vi muitos outros casos de partidas parvas e idiotas envolvendo quase sempre jovens raazes irresponsáveis e raparigas indefesas.

No entanto também assisti a outras com alguma graça, nomeadamente na Costa da Caparica onde no início da rua dos Pescadores um grupo de foliões pregavam umas pequenas partidas aos transeuntes, mas nada que prejudicasse ou estragasse alguma coisa.

Actualmente o Carnaval tornou-se, acima de tudo, um negócio rentável na área do turismo. Basta para isso observar a quantidade de terras que fazem propaganda aos seus desfiles: Torres Vedras, Loulé, Ovar, Sesimbra só para dar uns breves exemplos.

Milhares de pessoas nas ruas, estradas cortadas, acessos interditados... a confusão instalada. Decididamente não é oara mim.

Talvez por isso vou até à aldeia beirã fugindo assim a uma festividade que não gosto e cuja expressão "é Carnaval ninguém leva a mal" não entra no meu léxico.

Ausência...

Mais um fim de semana longe da cidade. À hora e no momento que escrevo este texto (quinta-feira) não imagino como estará o dia em que esta prosa vier a lume.

Mas de uma coisa estou certo: não tenho acesso à internet e mui dificilmente serei capaz de responder aos comentários (se os houver)!

Portanto até à próxima terça vou mascarar-me de latifundiário, dono de terras e casas, de fontes e charcas, de pinheiros e medronheiros.

Uma ausência meio longa, mas com o pensamento permanente na escrita.

A gente lê-se por aí!

Já agora... divirtam-se.

Mascarado de...

... Agricultor!

Foi para o que me deu este ano.

Agora mais a sério este fim de semana "gordo" tem sido de emagrecimento. Algo que necessito já que tenho algum peso a mais do que aquele que devia. 

Este fim de semana deu para quase tudo, mesmo com frio. Lavrar uns terrenos acabados de comprar, queimar a lenha, arrancar as silvas pela raíz, comer umas tangerinas, fotografar uma ovelha apanhada com erva, rebolar com umas pedras...

A vida no campo na sua plenitude e fulgor. Enquanto uns se divertem em corsos carnavalescos outros "brincam" aos camponeses...

Porque o campo nunca tem direito a férias. Nem a feriados.

 

DSC_0483_v1.jpg

DSC_0462

 

 

Sobre o disfarce de Carnaval...

Há quem aproveite a época do Entrudo para se vestir (ou despir) conforme gostos e desejos. Eu não fugi à regra e mascarei-me de trabalhador rural. Só que fiz a transformação com tamanho afinco que ainda hoje (e durante muito tempo) apresento as marcas dessa opção carnalavesca. Os arranhões nos meus braços são disso um evidente exemplo.

Mais a sério direi que foram dois dias passados a apagar um passado. Ou a queimá-lo. Passo a explicar:

Bem perto da velhinha aldeia ribatejana, onde ainda vivem os meus antecessores há uma fazenda rural cujo nome é Penedos Gordos. Esse naco de terra vermelha está quase todo ele rodeado de frondosas árvores sem grande valor a não ser a lenha, que nesta época tanto falta faz.

Deste modo e com a ajuda de outrém, eu e a minha mulher fizemos tudo para desbravar a história, conforme se pode ver nas fotos que seguem.

Eis o antes...

 

 

penedos_gordos.jpg

 

Depois veio o durante com a natural intervenção humana...

 

penedos_gordos1.jpg

 

Finalmente reescreveu-se a história para memória futura...

 

penedos gordos_3.jpg

Só há um pequeno problema nesta brincadeira de Carnaval... As dores nas costas e nos braços perduram para além do dia de Entrudo.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D