Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

O senhor 4%

A ideia peregrina de taxar a riqueza dos portugueses em mais 4% com um imposto que servia “apenas” para pagar a dívida de Portugal parece-me uma aberração de Miguel Cadilhe.

Este antigo Ministro da Finanças faz por vezes umas declarações muito… infelizes. E isto sou eu a tentar ser simpático com ele!

Nem quero imaginar o que aconteceria aos bancos com toda a população a retirar todas as suas economias e a coloca-las em casa, provavelmente debaixo do colchão, como era antigamente, evitando assim que o Estado tivesse conhecimento dumas míseras poupanças tão arduamente poupadas durante uma vida. Numa altura em que as Instituições vivem dificuldades e que necessitam de liquidez como de pão para a boca, esta tentativa de arrancar aos portugueses menos pobres mais algum pecúlio parece-me um perfeito e redondo disparate.

Fala-se da avaliação de quadros, ouro e antiguidades. E daqui criar um valor sobre o qual recairia 4% de imposto, pago duma só vez. Ora isto parece-me uma barbaridade. Senão vejamos um exemplo: eu herdo de um avô um quadro, que não sei quem é o autor e por acaso nem gosto. Porém um dia recebo a visita de alguém especializado, que observando o quadro, conclui que é uma obra-prima de um qualquer mestre flamengo e vale um dinheirão. Passaria então a pagar 4% de algo que não gosto e só a exibo porque herdei? Prefiro deitar fora…

Ele há coisas que não lembra ao Diabo e estes tipos que passaram pelo governo e que terão porventura quota-parte na situação que estamos a viver, veem agora, numa posição de uma esquerda bacoca e ultrapassada suscitar mais sacrifícios.

Terá aquele ilustre senhor pensado por exemplo em acabar com os institutos públicos e observatórios que ninguém percebe para que servem? Ou comissões de nada e altas autoridades de coisa nenhuma? Provavelmente não…

É por estas e por outras que já ninguém acredita nos políticos. São 4% de gente a mais e que nada fazem em prol do país.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D