Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Números redondos!

Iniciei-me em 2008 nestas andanças da blogosfera. Desde logo criei uma pequena base de dados com as respectivas ligações aos textos e ao mesmo tempo outras referências que considerei importantes como o número de comentários, favoritos, gostos e até indicações dos destaques.

Mas nada me preparou para estes números redondos e que hoje dei conta.

10mil_comentarios.jpg

Dez mil comentários (é verdade que muuuuuuuuuuuuuuuuuuuitos serão meus, mas sempre como respostas) e mil e quinhentas reacções, pode parecer pouco neste universo imenso em que se tornou a blogosfera.

No entanto é curioso que estes números apareçam ao mesmo tempo, sem que eu tenha feito por isso. É daquelas coincidências… felizes. Diria eu!

Porém nenhum destes valores teria sido possível sem os leitores. São estes que comentam, que concordam e discordam, que simpaticamente adicionam como favorito um texto meu sempre pobre ou adicionam um gosto “feicebuquiano”.

Portanto é tempo de, mais uma vez, agradecer a todos quantos por aqui passam pela paciência que têm comigo, pela simpatia demonstrada e acima de tudo pela amizade que vão espalhando neste espaço e que diariamente aquece o meu espirito.

Bem hajam a todos!

Breve análise estatística

Tenho por hábito no início de cada ano deste blogue apresentar os dados do último ano. Mais que não seja para memória futura.

Para isso recorro-me de um ficheiro em excel e que quase diariamente vou actualizando. Para além de ligações directas aos postais. também lá se encontra representados dados complementares às publicações tais como: a data, a quantidade de comentários, o número de gostos e até os Favoritos, terminando com a indicação se foram ou não destacados.

estatistitas_2019 (1).jpg

O gráfico supra é um dos exemplo dos dados que apuro.

Os números não são muito visíveis, mas posso adiantar que no último ano publiquei mais 102 postais que o ano anterior com mais 629 comentários. Todavia tive menos 232 "likes" do Faceibuque provavelmente resultado de ter divulgado menos os meus textos através daquele rede social. No entanto os favoritos tiveram uma boa subida, assim como o incremento de destaques feitos pela plataforma SAPO (de 14 para 31).

De uma forma geral percebe-se que escrevi mais neste último ano e que no próximo o blogue enfrentará mais uma corrida contra a ideia que venho trazendo desde há uns anos e que corresponde a escrever mais um texto que o ano enterior.

Mais uma vez renovo os agradecimentos a quem por aqui vai transitando.

Um enorme bem-hajam.

A gente lê-se por aí!

Estatísticas de dez anos!

As contas nunca foram o meu forte. Quando digo contas digo aquelas fórmulas hiper complicadas que só uma inteligência ao nível de Stephen Hawking perceberia.

No entanto há algo que sempre gostei. Estatísticas.

Certo é que não as sei analisar como se um estudioso me tratasse. Mas pronto cicam abaixo aquilo que aconteceu a este blogue durante 10 anos.

Renovo os meus agradecimentos a quem teve a paciência de por aqui ir aparecendo. 

Graf_2017_2018 (1).jpg 

 

O meu destaque

aqui havia falado dele.

Quando muitos se escondem, escusam e fogem aos desafios que a vida lhes propõe, este meu amigo soube enfrentar tudo e todos e viver uma existência diferente.

Esta sua nova vida foi acrescentada recentemente pelo nascimento de uma criança. Um rapaz que é a luz da sua nova vivência.

De tal forma marcante que escreveu este belíssimo texto no seu blogue. Este é um espaço diferente onde as palavras vivem numa invulgar serenidade, ao mesmo tempo que se mostram tão poderosas.e tão pungentes.

Um blogue a não perder.

Visitem-no!

Com um brilhozinho nos olhos…

Quando me lancei na blogosfera, fará no próximo mês de Março nove anos, tinha pouca noção do que era esta realidade.

Paulatinamente fui aprendendo a viver com este novo mundo. Fui assim entabulando contactos, trocando comentários, ideias, criando amizades, tudo numa postura de quem gosta das pessoas.

Todos os dias vou à plataforma perceber as estatísticas diárias e outrossim publicar alguma coisa. Por isso foi com alguma emoção que hoje reparei que havia um número de três dígitos a encabeçar a plataforma.

Cem subscritores. Uma centena de pessoas que se dignam ler-me de vez em quando. Um gesto que me apraz muito registar.

Sou um humilde cidadão que tem umas ideias estapafúrdias e que as coloca em textos pobres, quiçá incoerentes. Só que ter tanta gente simpática desse lado, a ler o que escrevo, é deveras estimulante e gratificante. Um verdadeiro privilégio.

Deste modo só posso deixar aqui a todos vós, subscritores ou não, da Sapo ou doutra plataforma qualquer, o meu singelo e profundo agradecimento.

Tentarei sempre fazer (leia-se escrever!) melhor.

A gente lê-se por aí!

 

100_subsc.jpg

 

Um ano em... visitas!

Nos últimos dias as estatísticas oferecidas pela Sapo têm estado em baixo. Mas mesmo assim apanhei uns dados referentes ao ano de 2015 e tendo como "vítima" este blogue.

E gostei do que vi. Não é um espaço "hiperventilado" de leitores e visitas, não obstante alguns picos naturalmente ligados aos destaques, mas seja como for há um grupo de fiéis amigos.

Cheguei a 2016! Estou ciente que este novo ano vai-me trazer novos desafios na escrita e espero estar à altura desses desafios.

Eis então o gráfico estatístico de 2015.

 

sapo_estt_imagem

 

1000

Este será, segundo as estatísticas da Sapo o post nº 1000. Numa sexta-feira da Paixão de Cristo. Não há mesmo coincidências mas "Deuscidências".

Poderia falar do que foi a minha vida neste espaço, a minha relação com os leitores e comentadores, das amizades que aqui fui cimentando. Mas não vou escrever sobre isso...

Curiosamente ou não ontem à noite recebi uma mensagem de um velho amigo que está distante. Um homem que vê a fé através de outros olhos, um homem que marcou para sempre a minha vida. Por isso nada melhor que reproduzir, com a devida vénia ao autor, a sua mensagem.

Sinto-me humildemente grato pelas palavras que escreveu, daí divulgá-las aqui. Bem-haja A.

 

"Venho desta forma desejar-lhe uma Santa Páscoa na vivência do mistério da Vida na fé. Desejo que este tempo que agora vamos viver seja tempo de contemplar o grande mistério que é a vida e com ele percebamos a grandeza da existência e o quanto ela é bela. Mergulhamos no mistério do sofrimento, da dor para nos reerguermos para um novo modo de viver, libertados de amarras que nos escravizam e nos paralisam, atrofiando a beleza da liberdade. Que o mistério pascal seja uma verdadeira passagem para uma nova forma de encarar a vida com o que ela tem de belo e eloquente. “Morte e Vida combateram, um duelo tremendo mas o príncipe da vida reina vivo após a morte” – da sequência Pascal Creio, que a nossa existência é este permanente duelo, em que umas vezes a morte aparentemente vence e reina através da escuridão, mas a fé diz-nos que a palavra final é a da Vida que é Jesus em quem acreditamos. É esta vida que quero partilhar consigo e agradecer-lhe a sua presença amiga na minha peregrinação terrestre. Partilhar a vida numa oblação permanente é a dádiva que podemos fazer de nós mesmos, levando ânimo, esperança e alegria renovada à vida dos que se cruzam connosco. Mesmo quando tudo é fugaz. Aprendemos sempre e tudo nos ensina. Obrigado por o fazer comigo. Santa Páscoa e que Jesus Luz ilumine todos os recônditos da nossa existência. Grande abraço amigo"

Mudança

 

Por razões que agora não interessam aprofundar, regressei à minha antiga imagem do blogue.

 

A foto é minha tirada vai para uns anos largos num início de Primavera perto de Castelo Branco. Gosto imensamente desta imagem não só porque predomina o verde, que é a cor do meu clube, mas porque a foto mostra, por assim dizer, dois lados de um caminho, que naturalmente tem sido o meu. Com poucos altos e muitos baixos.

 

Ainda assim calcorreio esta estrada da vida na vã esperança de sonhos diferentes.

 

Todos os dias a todas as horas.

Cinco anos de escravidão

Revoltei-me, meus caros! 

Faz hoje cinco anos que nasci e durante todos estes anos tenho obedecido ao meu amo, qual escravo em época romana!

Mas cansei-me, fartei-me, estou pelos cabelos (que não tenho!!!) com ele. 

Este tipo, José da Xã, tornou-se um vaidoso… Vocês nem calculam. 

Desde logo o seu primeiro destaque há um ano. Daí até estar na frente da página principal do Sapo foi um instante. 

Outros destaques surgiram. E comentários… Muitos. E depois mais posts. Uma trabalheira! 

Um entra e sai, que nunca mais acaba. E depois as ligações a outros companheiros… 

Já para não falar das visitas… mais sessenta mil num ano! 

E eu aqui sempre disponível, seja para onde for que o José vá, lá está ele a carregar-me com trabalho! 

Um chato… 

Dizem-me que estamos de parabéns? Já nem sei! Se calhar… 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D