Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Barcelona - A cidade Natal VII

Ontem calculei mal e na realidade só hoje penso terminar esta crónica de um fim-de-semana por terras catalãs.

Assumo que fiquei fâ das feiras de Natal,

20191215_192213.jpg

local onde milhares de pessoas acorrem em busca daquele boneco, presente ou somente uma recordação.

Mas ir a Barcelona e não descer ou subir Las Rambas e não visitar o mercado de S. José é quase um sacrilégio.

Há dois anos este local foi palco de um dramático ataque terrorista. No entanto continuam a ser aos milhares as pessoas que se passeiam por entre quiosques, "performers", pintores ou meros vendedores de material contrafeito, sempre de olho atento na polícia.

20191216_142352_001.jpg

A capital da Catalunha é uma cidade cosmopolita que mistura muita cultura, imensa beleza, arte a rodos e simpatia pura. Um local imperdível!

Simplesmente adoro Barcelona.

 

Barcelona - A cidade Natal VI

Termino este conjunto de textos com a verdadeira razão que aqui os trouxe: o Natal em Barcelona.

A capital da Catalunha foi uma autêntica surpresa quanto ao Natal diz respeito. Para além das diversas feiras que já aqui havia falado, as grandes lojas e hotéis vão-se engalanando nesta altura especialmente na região mais central da cidade (Passeio de La Grácia, Praça da Catalunha, Ramblas, Bairro Gótico),

20191215_165101.jpg

como é o exemplo supra do Hotal Majestic amplamente decorado com flores vermelhas em todas as varandas e janelas. A noite traria uma diferente visão... do mesmo local,

Entretanto outros edificios elevavam-se iluminados como a casa Batló,

IMG_20191215_175321.jpg

e outros hóteis de enorme qualidade.

As ruas profusamente iluminadas, entravam pelo Bairro Gótico, emaranhando-se pelas ruelas da cidade velha e terminando nas celebérrimas Ramblas.

Mas o que mais me impressionou foi o desfile de milhares de veículos motorizados com os condutores e penduras vestidos de Pai Natal. Um evento que durou muito mais de uma hora e do qual apenas apresento alguns segundos.

(continua...)

Barcelona - A cidade Natal V

António Gaudi deixou na cidade de Barcelona a sua marca indelével. Não só na sua casa pessoal - a casa Milá - ou na Sagrada Família, mas essencialmente através das diversas obras a que foi chamada a construir ou a alterar.

Nesta viagem descobri de forma ocasional a primeira habitação que António Gaudi desenhou e construiu. A casa chama-se Casa Vicens e pertenceu a um antigo corrector da bolsa.  Muito para além dos estilos que os especialistas destas coisas gostam de atribuir esta casa é de uma invulgaridade assombrosa,

20191214_152717.jpg20191214_153303 (2).jpg

O interior da habitação é outrossim um exemplo do brilhantismo de Gaudi, do qual realço uma parede repleta de pássaros e o terraço com as suas chaminés coloridas para além de outros espaços simplesmente fantásticos..

20191214_153850.jpg20191214_155121.jpg

Na segunda feira teve o momento alto aquando da visita  a outra das célebres casas de Gaudi. Situada na mesma avenida da sua morada - Paseig de la Grácia - , a casa Batló é um exercício ao espirito e pensamento do grande arquitecto catalão.

Não são somente as formas mas todo um conjunto de cores, materiais, luzes e ilusões. Nada naquele imenso espaço é largado ao acaso. Tudo  tem um propósito, uma função,

20191216_122520.jpg20191216_113526.jpg

Desde a fachada, aos vidros policromáticos, dos pátios interiores e exteriores.

20191216_115154.jpg20191216_113404.jpg

Mas de tudo destaco os vidros da escadaria... Ver através deles é como estivesse dentro do mar. Um perfeito assombro!

20191216_121550.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Barcelona - A cidade Natal IV

Hoje vamos falar de uma das mais fantásticas obras de um génio da arquictetura. Nunca percebi nada de construções, mas reconheço que o que nos é dado ver na Catedral da Sagrada Família é algo quase divino.

Não é só o aspecto exterior e a imponência das diversas torres,

20191215_100014.jpg

20191215_122247.jpg20191215_101905.jpg

 

ou as estranhas formas que Gaudi concebeu,

20191215_101155.jpg

ou as santas gravuras.

IMG_20191215_113528.jpgIMG_20191215_113534 (1).jpg

É todo um conjunto que começa cá fora nas diversas entradas e culmina num espaço interior que nos esmaga ao primeiro contacto.

IMG_20191215_110956.jpg     IMG_20191215_111812 (1).jpg

Independentemente da muita, pouca ou nenhuma fé religiosa que se tenha ou mesmo assumindo outra qualquer crença, o que conta é que ninguém, seja quem for, fica indiferente à majestosidade daquele espaço.

Barcelona - A cidade Natal III

Quando em 1999 visitei pela primeira vez a capital da Catalunha encontrei uma cidade pujante de vida, alegre, trabalhadora e aparentemente feliz.

Recordo como exemplo que no dia 11 de Setembro desse mesmo ano encontrava-me em Barcelona e acordei numa urbe completamente em festa pois era o dia Nacional da Catalunha.

Por todo o lado vi bandeiras e estandartes pendurados nas janelas e varandas, num fervor regional puro e pacífico. Lembro-me de ser sábado e nesse mesmo dia, coincidentemente, as duas equipas de futebol da cidade jogaram entre si no estádio do Barça. Portanto mais um motivo de festa para a cidade condal, que se podia testemunhar desde as ruas aos simples transportes públicos com adeptos de todas as idades e de ambos os clubes a conviverem de forma pacífica e ordeira.

Vinte anos depois venho encontrar uma cidade ainda mais frenética... essencialmente pelo enorme volume de turistas, mas muito, muito crispada.

As bandeiras continuam penduradas nas janelas e varandas e com novos símbolos,

20191215_100343.jpg

e nas paredes dos prédios há mais palavras de ordem e frases quase filosóficas,

filosofia_parede.jpg

Enquanto na praça St. Jaume, em frente da Generalitat o povo catalão parece não esquecer os últimos acontecimentos na região.

20191216_134323.jpg

É uma cidade nervosa... esta! Muito diferente daquela que encontrei há 20 anos e pronta a explodir. E o rastilho parece ser cada vez mais pequeno.

Nem o espírito de Natal minimiza os estragos.

Barcelona - A cidade Natal - II

Confesso que nunca antes havia visitado uma feira de Natal. Mais... nem calculava o que isso seria. Calculava que fossem umas barraquitas a vender umas coisas referentes ao Natal e sinceramente não imaginava mais nada.

Até que no Domingo pela manhã aterrei na praça onde se ergue um dos mais imponentes monumentos que a minha já longa vida me deixou ver e que é a Sagrada Família.

20191215_101602.jpg

Mas já lá vamos...

Defronte desta catedral que desde o século XIX se encontra em construção abre-se uma praça que tem o nome do arquicteto catalão tendo ao meio um jardim. Todavia à sua volta por esta altura do ano centenas de pequenas barracas vão disponibilizando a quem ali vai, uma enormíssima série de artefactos, árvores, musgo, flores, luzes e figuras para enfeitar as casas e os presépios.

Além disto pode-se comprar todo o tipo de doces próprios de Espanha e não só! Uma feira obviamente muito concorrida. E  não estou a falar somente de turistas. Os catalães acorrem a este acontecimento com grande fervor.

Porém esta feira não é única. Em pleno Bairro Gótico uma feira de características iguais vai oferecendo aos catalães o melhor para o Natal de 2019.

Eis um exemplo que o video não consegue dar uma verdadeira imagem.

(continua...)

Longe de casa

Estou em Barcelona! 

Vim à cidade condal a uma consulta dos olhos vinte anos depois da primeira vez que pisei esta cidade olímpica.

Tenho uma consulta numa das boas clínicas de oftalmologia de Barcelona. Nada de anormal somente rotina. A idade não perdoa e por vezes é necessário fazer alguma profilaxia.

Aproveitei portanto este fim de semana quase pré Natal para viajar!

Segunda feira após a consulta regressarei a Lisboa.

Até lá fiquem bem e não gastem o que não têm nas prendas de Natal!

 

Barcelona - não havia necessidade

Quando em 1999 aterrei pela primeira vez em Barcelona e já no táxi que me levaria à cidade condal vi um enorme placard que dizia: "Bem vindo ao País da Catalunha".

Pela assertividade do texto e da maneira como estava escrito percebi logo que estava numa zona de Espanha muito diferente do restante país.

Este sentimento foi-se adensando sempre que regressei àquela cidade.

Conheci relativamente bem Barcelona, visitei tudo o que havia para visitar e caminhei quilómetros na cidade. O curioso é que, não obstante alguns catalães mais regionalistas, o que eu senti é que todos viviam em boa comunhão.

Dir-me-ão que tudo não passava de uma paz podre. Até pode ser que sim... Todavia era preferível essa paz, mesmo que fictícia, aos gravíssimos distúrbios que vamos actualmente assistindo.

É que os catalães mais radicais nem imaginam o que o futuro poderá reservar à região. Sinto mesmo que não será coisa boa...

A cidade de Barcelona imortalizada por Freddy Mercury jamais será a mesma...

Há 20 anos!

Estava eu em Barcelona.

A cidade em festa por hoje ser o dia da Catalunha.

Não fui lá em turismo, mas unicamente a uma consulta de rotina pós-operatório. Todavia aproveitei para visitar a cidade condal. Sagrada Família, Parc Guel, Casa Milá, Ramblas, Montejuic, Fundação Miró, Bairro gótico… tudo visto nos dias que por ali estive.

Mas relembro esse dia essencialmente por ter sido sábado e a cidade estar completamente engalanada com as bandeiras da região. Por todo o lado havia festa: música, performers, artistas plásticos.

Para ajudar mais à festa, já de si enorme nesse sábado, havia futebol no estádio do Barcelona. Coincidentemente um dérbi catalão.

Mas a febre pelo futebol é tão grande que já bem perto da hora do jogo o metro citadino estava a abarrotar. Ainda por cima o meu hotel ficava nessa linha.

Dessa viagem subterrânea repleta maioritariamente de adeptos do “Barça” retendo as figuras de três idosos, duas senhoras e um cavalheiro, equipados a rigor com as cores “blaugrana”. Um exemplo de um enorme fervor clubístico,

Há vinte anos era um jovem a tentar recuperar de sete cirurgias a um só olho.

Mas fiquei sempre com a certeza de que Barcelona é uma cidade espectacular.

O atentado em Barcelona

O terrível atentado em Barcelona, cidade que eu conheço bem, leva-me a pensar que os seus perpetradores não chegam a ser terroristas. São vulgares assassinos que a única coisa que pretendem fazer é matar pessoas, sejam elas de qualquer raça, credo ou nacionalidade. E o pior é que o fazem em nome de um Deus qualquer.

A ideia medieval de uma Guerra Santa contra os infiéis que não acreditam em Alá, erguida pelo EI, parece condenada ao insucesso. Desde logo porque cada vez se assume, por todos os outros países, um maior cerrar de fileiras contra esta forma ignóbil de guerrilha, que destrói, mata e enerva é certo, mas não ganha terreno.

Um destes dias acaba-se a dependência do petróleo pelo Mundo e os países apoiantes da causa perderão todo o seu poderio e financiamento. Ora sem dinheiro não haverá armas. E tudo cairá por terra.

Cada vez mais o terrorismo deixou de ser uma forma de guerra, mas unicamente uma postura de se matar somente pelo prazer de matar.

Triste Mundo!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D