Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Desmanchar de feira!

Iniciou-se ontem a retirada dos enfeites de Natal cá de casa!

Uma tarefa que sendo mais rápida que colocar dá ainda assim algum trabalho porque há que identificar luzes e locais para o próximo ano.

Também a árvore de Natal foi encaixotada no costumado local para evidente tristeza da minha neta, fazendo recordar este texto que escrevi há quase dois anos.

Este desmanchar de feira anual são momentos, também eles importantes, nesta quadra que agora findou. Não fosse assim não haveria nem sorrisos das crianças quando em Dezembro próximo voltarem a ver tudo iluminado e enfeitado!

Regresso que se saúda!

Em 2022 (já? como o tempo passa!!!), escrevi este postal donde assumia um certo lamento por blogues que deixavam de existir e por outros cuja actividade desaparecera.

Não escrevi como uma crítica, mas tão somente como a constatação de um facto... triste!

Por isso cabe-me também agora saudar o regresso de uma das bloguers mais importantes deste lago de escrita. Em 2018 era quase uma recordista, batendo-se taco a taco com alguns dos melhores blogues em número de comentários, especialmente aqueles colectivos.

Em Outubro daquele ano deixou de escrever...  Perdeu nesta mão cheia de anos que esteve ausente  os desafios que por aqui voaram e alguns outros que este sapal fez crescer. Mas a vida por vezes não se compadece e há que optar!

Regressou mais de cinco anos volvidos a sua paragem, porém muito mais rica, pois foi mãe de duas meninas e com enorme vontade de mostrar serviço.

Para quem não a conhece chama-se Chic'ana e saúdo o seu retorno a este sapal com imensa alegria!

Só espero e desejo que fique por cá muito tempo.

Consoada!

Este ano o Natal será mais cheio... de gente! É quer as netas já contam. Se uma tem quase quatro anos e a outra ainda não comemorou o seu primeiro aniversário, é certo que a alegria é a rodos.

Entretanto veio cá uma sobrinha-neta também para brincar!

Resultado: uns partem, outros chegam e assim se completa o ciclo da vida!

Quando por vezes fecho os olhos e pergunto e se... nunca tivesse sido pai como estaria hoje?

Não consigo imaginar, mas de uma coisa tenho a certeza... não seria mais feliz do que sou hoje, porque estas minhas crianças são uma espécie de carregadores de felicidade do meu coração!

Desafio de Natal!

Com a aproximação do Natal surgem mil e uma coisas para fazer.

- implementar as iluminaçõers exteriores da casa;

- montar a árvore de Natal;

- embrulhar as prendas que vão chegando;

- decorar o interior de casa com enfeitos alusivos à época.

Se acrescentarmos a tudo isto uma neta, que como qualquer criança adora o Natal, temos uma estranha mistura com muitas emoções e alegria. Sinceramente só para assistir ao contentamento genuíno de uma criança vale a pena o trabalho.

Estou a escrever este postal e surge-me, assim de repente, uma ideia! E que tal aproveitar para lançar um desafio? Nem é tarde nem cedo, é já!

Portanto a partir de agora ficam todos convidados a partilhar nos seus espaços da blogosfera, seja ela em que plataforma for, fotos com as decorações de Natal que considerarem mais engraçadas, bonitas ou curiosas.

Estas poderão ser dos seus lares, ruas, a casa do vizinho ou apenas uma singela decoração de uma árvore de Natal numa loja. Não importa!

O que conta mesmo é darmos forma ao verdadeiro espírito de Natal que já paira no ar!

Apenas peço que algures façam referência a este postal para que eu possa ir juntando a todos e ir divulgando para que mais gente consiga ver!

Vamos a isso?

Conto com todos!

A campanha deste ano - #4

Hoje não consegui ir à azeitona. A chuva que caíu durante todo o dia devido à tal depressáo Babet inibiu-me de ir até ao olival onde panos estendidos me aguardaram em vão.

Assim decidi ir entregar alguma que já tinha colhido ontem e antes de ontem. Não seria muita, mas antes que aquecesse (pois é a azeitona metida em sacos, ao fim de uns dias ganha muito calor!!!) fui ao lagar entregá-la.

Segundo_carrego.jpg 

A verdade é que se não levei com chuva a apanhar azeitona acabei por levar com ela ao carregar a minha carrinha.

Portanto às oito e meia estava já em fila no lagar. À minha frente apenas cinco carros, mas era como se estivessem 50, pois o lagar estava fechado. Após mais de uma hora lá chegou o patrão ao lagar antes dos empregados (onde já se viu???).

Finalmente entregue os meus 417 quilos procurei saber se a anterior estaria já pronta. Estava mesmo!

Foi com inesquecívcel alegria que percebi que a minha colheita de sábado (recordo que haviam sido entregeus 573 quilos!!!) haviam produzido... 93 litros de azeite. O que equivale dizer que fundiu a 16,2 por cento (ou... por cada cem quilos de azeitona deu 16,2 litros de azeite) ou fazendo as contas de outra maneira foram necessários apenas seis quilos de azeitona para esta dar um litro de azeite.

Parece pouco desta vez mas foi muito melhor que em anos anteriores.

Entretanto amanhã há que teimar... mesmo que chova a cântaros!

 

Ecos do meu livro! - (actualização - parte II)

Depois de ter aqui divulgado os ecos que o meu livro originou na blogosfera, tive a simpatia de ser novamente refernciado num postal que aqui também registei!

Bom, pensei então para mim, já ninguém escreve mais nada sobre este livro.

Errado! Hoje tive a a gradabilíssima surpresa de ser mais uma vez foco de outros postal. Desta vez foi a Ana D. do blogue "Green Ideas" que através deste belo texto falou, ou melhor, escreveu as suas impressões sobre o enorme sucesso de vendas que está a ser este meu livro, recentemente publicado.

Retirando a brincadeira, mais uma vez sinto-me verdadeiramente um sortudo por, nos caminhos que a vida foi traçando para mim, encontrar gente assim! Não é só simpatia e carinho. É, acima de tudo, uma boa e consolidada amizade.

Tenho de admitir que estes gestos tão calorosos fazem de mim um homem bem mais feliz e com a perfeita consciência de que este projecto valeu mesmo a pena!

Passem por lá, se fizerem favor!

A gente lê-se por aí!

Ecos do meu livro! - (actualização)

O meu livro lançado no passado mês de Maio continua a ser alvo de referências deveras elogiosas por parte dos leitores.

Desta vez foi o meu companheiro de escrita no blogue "Sporting - És a nossa fé", Pedro Oliveira, que no seu blogue pessoal apresentou a sua importante e assertiva opinião sobre o meu livro.

Um belíssimo texto, tendo sido este devidamente acompanhado por uma foto assaz sugestiva.

Passem por lá no Encruzilhamento.

Ecos do meu livro!

Creio já ter referido que jamais pensei que um livro mal amanhado como o meu fosse tão bem recebido pelos leitores. Obviamente que muitos destes (seria mais sério assumir... a maioria) sáo meus bons amigos desta e de outras bravatas. E assim sendo é natural que as palavras sejam normalmente simpáticas e elogiosas...

Já com poucos volumes para distribuir é tempo de aqui fazer referência a quem cuidou escrever sobre o meu livro. Porque é de toda a justiça agradecer-lhes publicamente tal gesto e tamanha gentileza. Não sei se sou merecedor de tanta simpatia, mas deixem-me ser um bocadinho vaidoso, coisa de normalmente não sou: as vossas palavras souberam tãããããããããããããõ bem e gostei tanto.

A lista que segue está por datas de publicação dos postais com as respectivas ligações:

Em Maio no:

Dia 22

Inicio esta lista com a amiga Isabel no seu Livros que são amigos;

Dia 24

A quase fadista Ana Mestre referiu-me no Thats'it;

Dia 26

Foi a vez da boa amiga Maria e o seu Cantinho da casa tal como a fantástica Cristina no Contos por contar;

Dia 30

a brilhante ilustradora deste livro, Olga, escreveu no A cor da escrita.

Em Junho no:

Dia 1

A incansável Anita com o Não me canso disto e o meu bom amigo João-Afonso com o Jam sem terra;

Dia 2

Foi a vez da minha boa amiga DI no fantástico espaço 1Mulher;

Dia 5

A Luísa lá na Pérola do Atlântico escreveu também no seu blogue Uma Pepita de Sucesso:

Dia 12

Neste dia a amiga Marta e o seu Marta-omeu canto abordou o livro:

Dia 14

A Mafalda do Cotovia e Companhia dedicou ao meu livro um enorme e belíssimo postal;

Dia 21

Neste dia foi a vez da senhora professora Maribel no hiper conhecido espaço Educar (Com)vida.

Portanto... tudo somado deu uma dúzia de óptimas referências ao meu livro e a quem renovo os meus sinceros agradecimentos por aquilo que escreveram e claro está pela divulgação que é sempre algo muito importante.

Bem hajam a todos.

A gente lê-se por aí.

Nota final: se alguém escreveu sobre o meu livro ou viu algo escrito e aqui não se encontra referido neste postal faça o favor de me avisar através de um comentário. A casa agradece.

O pardalito!

Andava eu numa das minhas tarefas quando encontro no chão do meu terraço um pardalito que tentava em vão esvoçar.

Com cuidado peguei nele e trouxe-o para casa para que repousasse.

Provalmente congelado de medo de mim ou quiçá simplesmente cansado quase nem se mexia. Coloquei-o em cima da mesa onde costumo comer, na minha cozinha de forma que se repousasse.

 

Como prezo a liberdade peguei nele mais tarde e coloquei-o numa pia de pedra, à vista dos pais.

20230528_130612_resized.jpg 

Na verdade passados uns minutos vi diversos pardais a poisarem também na pia.

E notei com alguma alegria que o passarito levantou voo!

Quem sabe se o primeiro!

Bons voos companheiro!

O dom da vida - parte 2

Nasceu hoje num hospital em Lisboa uma menina que virá a ter o nome de uma deusa romana.

Diana.jpg

Esta é a minha segunda neta em três anos!

Porque o dom da vida é daquelas coisas encantadoras, obra maravilhosa da natureza, sinto-me sinceramente abençoado pelo nascimento desta criança que veio ao Mundo no dia dedicado a S. Brás.

Por aquilo que vamos assistindo temo pelo Mundo e pelo seu futuro.

Mas para já a família rejubila!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Os Contos de Natal

2021
2022

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D