Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Perdoar!

Aos seis anos de idade foi-me diagnosticada alta miopia. Algo que ainda hoje conservo com enorme orgulho, pois estas heranças de família não se abandonam assim de qualquer maneira.

Portanto desde muito cedo fui cognomizado pelos meus colegas de escola como “caixa de óculos”. Era assim que era denominado quem usava próteses oculares. Ainda por cima com lentes grossíssimas…

Vivi este drama durante muitos anos. Mas ao contrário dos meninos de agora, comi e calei, pois se dissesse alguma coisa tudo piorava. Para o meu lado, obviamente!

Cresci e muitos dos meus colegas passaram mais tarde também a usar óculos o que minimizou a minha alcunha até esta desaparecer.

Quando dou por mim a recordar o meu passado admiro-me de não ter tido nenhum dos achaques tão em voga agora nas crianças. O “bullying” que muitas vezes aparece nas televisões como uma chaga social, sempre existiu. Sempre!

O que naquele tempo contava era aguentar a humilhação. Nada mais interessava.

De todos os colegas de escola que tive, houve um que me deixou assim uma marca menos positiva. Gramei-o (é mesmo a expressão correcta) durante alguns anos até que, finalmente, as nossas vidas divergiram.

Já a trabalhar viu-o um dia do lado de fora de um balcão. Podia tê-lo despachado mais cedo, mas achei que não o deveria fazer. Ele reconheceu-me e veio ter comigo ao balcão, mas eu fiz de conta que jamais o vira. Nunca fora meu amigo, não era naquele momento que passaria a ser…

Porquê falar disto hoje?

Porque esta manhã, na praia, na minha habitual caminhada, reconheci-o. Aparentava ser muuuuuuuuuuuuito mais velho que eu e segurava-se tropegamente a uma bengala!

Sabem uma coisa? Ao fim de mais de quarenta anos, perdoei-lhe hoje todas as humilhações que me fez passar!

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D