Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Laicidade e conveniência

Há uns anos, mais propriamente no tempo negro da troica, foram retirados aos portugueses quatro feriados. Dois de carácter cível – o 5 de Outubro e o 1 de Dezembro – e dois de âmbito religioso – o Corpo de Deus e o dia 1 de Novembro ou o dia de Todos os Santos.

Foi já no governo liderado por António Costa que todos os feriados foram repostos para enorme gáudio dos portugueses, fossem eles crentes, agnósticos ou simplesmente ateus.

Sei que os nossos feriados estão inscritos nos diversos Códigos de Trabalho e noutros acordos laborais, que a Igreja católica teve uma palavra muito importante nessa decisão, mas no meio disto tudo há algo que me espanta e que se prende com a dita laicidade de Portugal.

Se não vejamos… Quando a Igreja Católica opina ou pretende alguma alteração legislativa, seja ela qual for, logo vêm a terreiro alguns artistas com a conhecida teoria que Portugal é um pais laico e que a igreja Católica não deveria intervir na sociedade civil.

É verdade que a nossa Constituição nada refere quanto à religião preponderante no país. Mas não colando Portugal a nenhuma religião, certo é que há, num ano cível, cerca de seis feriados de cariz religioso.

Ora se somos o tal país laic, porque temos uma imensidade de feriados católicos que tanto alegram os lusos trabalhadores?

Pois é… à boa maneira portuguesa adoramos ter o melhor dos dois mundos e a religião só interessa mesmo para algumas coisas…

E já nem questiono as causas de outras tendências religiosas que deveriam ter direito outrossim aos seus próprios feriados.

Conveniências à portuguesa… laicidade à parte!

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D