Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Dez anos!

Hoje estamos de parabéns. Falo no plural porque este blogue, por vezes, tem vida própria para além da minha. Ainda gostaria de perceber como…

Abrir um blogue foi e é fácil. Muito fácil mesmo. A dificuldade está essencialmente em mantê-lo vivo, apelativo, atraente. Que não é coisa de somenos.

Em 2008 começámos dois nesta aventura, mas apenas eu resisti a ficar.

Ora nesta dezena de anos assisti à queda de um governo de José Sócrates, à ascensão e queda de Pedro Passos Coelho, fui brindado com uma troica, surgiu a Geringonça, Marcelo foi eleito Presidente à primeira volta quase sem fazer campanha e publiquei 2172 postais que corresponderam a 6611 comentários.

Nesta série de anos, o LadosAB foi ainda destacado nas principais páginas da Sapo 69 vezes o que me obrigou e obriga a ser mais competente na escrita. Parece-me que nem sempre tem sido totalmente conseguido.

Depois… bom depois há o intercâmbio ou a relação entre quem escreve, quem lê e quem comenta. Nem sempre conseguimos agradar a todos e ainda bem, acrescento.

De outra forma este mundo seria um marasmo.

Já o disse num outro postal que escrever é o meu desígnio, a minha verdadeira paixão que arranca de mim coisas que nem sabia que tinha para dizer.

Numa década o Mundo mudou muito. Como é normal numa sociedade que se quer moderna. Todavia este blogue continua fiel à sua frase inicial: “... não sabemos para onde vamos. Mas sabemos o que não queremos!”

E sinceramente não quero arrastar-me por aqui indefinidamente só porque sim. Tem de haver uma razão, um foco, um ensejo para que este espaço permaneça activo e pujante.

Os leitores são a razão primeira (e provavelmente única!) da minha escrita. Sem eles escrever seria semelhante a estar no Estádio de Alvalade a comemorar o golo… completamente sozinho. As outras razões não interessam nada...

Finalizo com um bem hajam a todos que aqui vêm. São o meu orgulho!

A gente lê-se por aí!

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contos de Natal

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D