Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

De vento me vesti...

Sob a égide da Mula e da Mel eis a resposta ao desafio desta semana.

 

Escalei ao cimo da serra onde diziam que o vento tinha forma. Chegado ao cume lembrei-me curiosamente deste poema.

Sentei-me numa pedra cinza presa ao chão, nem imagino há quantos séculos, e observei ao meu redor toda aquela distância… de quase tudo!

Lá em baixo as casas eram ínfimos pontos alvos e as árvores, mesmo que enormes perto delas, dali pareciam quase nada, um mero borrão verde. Uns singelos traços na paisagem longínqua traduzi como fossem as estradas e os caminhos. Tudo tão distante…

Inspirei o ar frio da manhã, não obstante sentir estar mais perto do Sol. Mera ilusão…

Eólo circundava por ali com uma pujança invulgar. Até o falcão de asas a abraçar a paisagem parecia parado no ar. As poucas árvores que por ali resistiam eram arduamente sacudidas quais leques sevilhanos.

A ideia que ali me trouxera prevalecia: o vento naquele cimo tem forma! Haviam-me dito…

Forma, forma como?

Ao longe o Sol elevou-se num horizonte anilado, por vezes escondido aqui e ali por uma almofada alva. O rosmaninho crestado pelo frio matinal e pelo vento agitava-se com fervor, assim como um pequeno arbusto de alecrim que odorava o local numa fresquidão selvagem.

Esperei serenamente que a forma do vento surgisse algures. Tinha essa esperança… de ver… de perceber… de descobrir.

Um nano pensamento, entretanto, introduziu-se no meu espírito e foi crescendo, crescendo até tomar… forma!

Pois... num instante percebera tudo!

Com um sorriso ergui-me do meu lugar pronto para partir, repeti o olhar em redor e descobri que ali o vento tinha mesmo forma...

7 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D