Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

A praia é de todos?

À entrada da praia, que por estes dias quentes vou frequentando, há um suporte onde vão morando pequenos cones vermelhos de plástico. Estes utensílios apenas servem os fumadores que neles podem depositar as cinzas e as beatas dos cigarros que vão fumando. De forma gratuita!

Não obstante esta simpatia oferecida pelo concessionário da praia, a realidade mostra que os fumadores não se preocupam grandemente com os outros utentes e continuam a fazer das areias das praias os seus imensos cinzeiros.

Cada pessoa tem o direito de ter o vício que achar por bem. Só que este vício não deverá chocar com os direitos daqueles que não os têm. É uma simples questão de cidadania e quiçá... de liberdade.

Dito de outra maneira os fumadores, neste país, evidenciam mais direitos que os outros. O que me parece realmente bizarro pois tenho todo o direito a uma praia limpa e sem pontas de cigarros espalhados pelo areal. Eu também pago impostos…

Consciente que esta é uma luta inglória e com um derrotado à partida - eu, enquanto puder não me calo.

Nem deixo de escrever sobre este assunto!

2 comentários

  • Perfil Facebook

    Pal Martinho Mes 10.01.2019 07:27

    Adoro automóveis e adoro conduzir mas tenho de concordar que o automóvel é um "cancro" nas cidades. Tudo é feito em função do dito. Basta comparar uma foto de cidade/vila ou aldeia de qualquer parte do país até aos anos 80 com outra foto do mesmo sítio nos dia de hoje. Se dependesse de mim os "amarelos da CARRIS" seriam o meio de transporte generalizado e dentro da cidade circular de automóvel seria pago a doer. Mas não depende nem tenho a mínima esperança de que um n. significativo de cidadãos concorde comigo. Só mesmo quando tiverem de andar de máscara anti gás. Como li um dia algures na blogoesfera : " as pessoas só mudam quando estampam a cara contra uma parede ! " e disto não estou muito convencido.

    " Não é cegueira ou a ignorância o que leva à ruína os homens e os estados. Não demora muito para que percebam até onde os levará o caminho escolhido. Mas há neles um impulso, que a sua natureza favorece e o hábito reforça, ao qual não podem resistir, e que continua a empurra-los enquanto lhes resta a mínima energia. Aquele que consegue dominar-se é um ser superior. A maioria vê diante dos olhos a ruína, e avança para ela. " Leopold von Ranke.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D