Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

25 de Abril Mundial

Tenho dito aos meus filhos que vivi o que eles estudaram nos livros.

Era quinta feira. O dia prometia ser sombrio. Umas nuvens plumbeas ornavam o céu.

Muito cedo o meu pai, militar de carreira, chegou a casa e avisou-me para não sair. Estava a decorrer um golpe de Estado.

Todavia o tal golpe de Estado depressa se transformou em Revolução dos Cravos.  No dia seguinte regressei à escola. Tinha 15 anos.

 

Trinta e oito anos decorridos olho para este país e percebo que algo correu mal. Mas o quê?

Não sei se alguém alguma vez conseguirá responder com realismo a esta pergunta. 

Os partidos de esquerda acusam a direita de retirar direitos, os da direita acusam a esquerda de despesismo em nome de melhor sentido social.

Todavia quem paga é sempre o mesmo. Ou quase sempre...

 

Entendo que os ideais do 25 de Abril de 1974 são hoje uma miragem e um sonho desfeito, especialmente para quem o organizou. Mas há algo no Mundo que ainda ninguém percebeu e com a qual nenhum 25 de Abril de ano nenhum conseguiu lidar.

 

O mundo está em guerra. Vivemos a Terceira Guerra Mundial sem sabermos. Nas outras anteriores houve uns estupores que usaram as armas e mataram milhões em nome de não sei que ideais. Hoje usa-se o dinheiro (ou a falta dele) para matar economias, governos, empresas e pessoas.

Uma 3ª guerra que rebentou nas nossas mãos e perante a qual não sabemos lidar. Nem nós nem governo algum.

 

Os Mercados mandam mais que os partidos e o povo. O mercado diz "vende-se" e toda a gente vende. Assume-se para comprar e toda agente compra. Mas que coisa, que figura tenebrosa é esta, que nos vai destruindo e corroendo?

 

Necessitamos de um Churcill ou de Gaulle para colocar um fim a isto. Ou então uns novos Capitães de Abril armados de IPad e alguns virus para atacar algum servidor dos Mercados.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D