Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

37a9m25d - #16

Bar aberto

O relato da estória foi-me contado na primeira pessoa de nome Acácio. Mas antes há que contextualizar...

Havia na Tesouraria alguns colegas que haviam angariado o gosto especial pelo álcool. Conta-se que um dos mais afamados era Joaquim Fevereiro. Houve mesmo um caso que ficou célebre na Tesouraria e em que após um almoço bem regado o Joaquim, sem condições para estar a atender ao público, foi-se deitar dentro de um armário, mesmo por debaixo do balcão da sua caixa, de forma a deixar evaporar o fedor etílico. Só que nessa tarde, sem que ninguém o soubesse ou calculasse, surgiu de surpresa na Tesouraria um administrador. Este ao chegar perto das caixas escutou o profundo roncar do Joaquim. Estranhando o ruído foi, no entanto, convencido de que o barulho vinha da canalização velha.

O Fevereiro só tinha medo de duas coisas: que acabasse o álcool e da mulher que parecia ser uma fundamentalista “Testemunha de Jeová”. De resto e após a visita inesperada do administrador, a chefia achou por bem transferi-lo para a secretaria onde ficou até se reformar.

O primeiro dia de Acácio foi inesquecível, segundo o próprio. Quase no fim do dia um colega mais velho entregou-lhe umas guias e disse:

- Vais à secretaria pedes para falar com o senhor Janeiro e depois entregas-lhe estes papéis.

Obediente o pobre do Acácio, percorre toda a Tesouraria e entra pela secretaria muito devagar e a medo, quase como que adivinhado o que lhe estaria para acontecer e foi dizendo:

- Boa tarde colegas. O senhor Janeiro quem é?

Joaquim levanta os olhos, fixa-os em Acácio, ergue-se ao mesmo tempo da cadeira num rompante e avança para o novato com ar ameaçador. O jovem recua.

- Olha lá meu grandessíssimo filho #$%?§@£, meu grande c&%$#@£§][, seu ordinário…

Um rol de epítetos generosos que fariam corar qualquer vendedeira do Mercado do Bolhão foi quanto o Acácuo ganhou.

- Mas… mas… - gaguejava.

Gritava Joaquim:

- Qual mas, nem meio mas…

O outro tremia… via a sua vida futura naquela empresa completamente estragada. Tentava em vão desculpar-se.

- Desculpe, desculpe… fui eu que percebi mal.

- Mal? Vais ver o que é mal… Anda comigo e é já! Vamos já resolver esta situação…

Decididamente o Acácio sentia-se completamente perdido. Agora seria aguentar. Vai daí seguiu Fevereiro qual borrego atrás da mãe. Enfiaram-se então numa sala que parecia mais um vestiário e onde se alinhavam uma série de cacifos.

- Vou só aqui buscar uma coisa – disse Joaquim – Podes vir aqui.

O jovem aproximou-se do seu antagonista que entretanto abrira a porta do seu armário pessoal.

- Chega-te mais aqui – ordenou.

Acácio aproxima-se e fica de frente para o cacifo e dá então de caras com um espaço repleto de garrafas de quase todas as bebidas alcoólicas. Um sorriso enorme apareceu na face de Joaquim que convidou:

- Escolhe o que queres beber… É o prémio da tua praxe - e deu uma valente e sonora gargalhada.

Acácio nem queria acreditar e após recusar educadamente saiu da sala.

Quando Joaquim entrou na secretaria, confessou para os outros ainda a rir:

- Mais um… quem é o próximo?

Nunca cheguei a saber…

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D