Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Estaremos preparados?

Cem anos depois repete-se a história, quando em 1917 no estado americano do Kansas nasceu um surto gripal que dizimaria em todo o Mundo… milhões de pessoas e que na Europa se tornou conhecida pela gripe pneumónica ou espanhola.

Sem alarmismos ou fundamentalismos exagerados, que nestas alturas serão pouco aconselháveis, reconheço que esta gripe ultrapassou em muito as minhas piores expectativas.

Eu que no início nem dava grande ênfase a esta gripe, sinto agora que o perigo nos ronda e pode surgir donde menos se espera.

Portanto e após uma semana de quarentena e teletrabalho aconselho-vos a resguardarem-se, porque esta gripe mata mesmo e não interessa se é rico, pobre, branco ou amarelo… pois irá tocar a muitos de nós.

Se não for directa sê-lo-á indirectamente.

Fica então a pergunta: estaremos nós realmente preparados para os eventos que a covid19 nos reserva?

Provavelmente seria bom pensarmos nisso.

Ser pai de um pai!

Hoje é o primeiro dia do pai de um pai.

Hoje é o primeiro dia do pai de um avô!

O ser pai tem sido uma das mais belas, estimulantes e desconhecidas aventuras em que me meti.

Neste já longo caminho de mais de trinta anos como progenitor nem tudo foram rosas nem espinhos. Como sempre na vida, aliás!

Muito cedo percebi que esta coisa estranha de darmos vida a alguém e depois a educar não parecia ser um trabalho de somenos.

Adoro os meus filhos. Diferentes em tudo, orgulho-me naquilo em que se tornaram: responsáveis, sérios e amigos.

Mas este dia, hoje, tem outro sentido, outro foco.

Um dos filhos já é pai. O que equivale dizer que estará a passar o seu primeiro dia do pai com a sua pequenina. 

Fui sempre um homem de profundos afectos e faz muito tempo que deixei de ter receio em dizer o que realmente sinto. Por isso este texto é inteiramente dedicado ao meu filho varão e à sua menina.

Que ele seja um exemplo, um esteio, uma âncora na vida da sua filha. Como eu tentei sê-lo.

Com amor de um pai para outro pai!

Conclusões antes de tempo!

Não gosto muito de tirar conclusões precipitadas, mas estou convicto de que quando esta fase menos simpática terminar em Portugal e no mundo, este jamais será igual ao que era.

Em primeiro lugar por causa da gripe. Num futuro surto as coisas terão de ser muito mais controladas. E acredito que o façam.

Depois, aquilo que parecia ser uma espécie de mito urbano tornou-se realidade pois o teletrabalho... funciona e passou a ser uma realidade.

Em terceiro as emissões de CO2 têm vindo a cair, o que equivale dizer que são os nossos carros e as nossas fábricas que estragam o ambiente.

E por fim conclui de que tudo o que mais precisaremos numa futura e eventual (e não desejada) situação semelhante será... papel higiénico.

12 anos de blogue

ou uma calamidade nunca vem só?

Gostaria que todos nós estivéssemos a viver outros momentos. A actual gripe retirou-me muita da alegria com que deveria estar ao escrever este texto. Mas enfim…

Não é todos os dias que uma aventura de escrita dura tanto tempo. Mais precisamente 12 anos.

Corria o ano de 2008, o ano diferente para todo o mundo com o início da grande crise financeira que tanto marcou e ainda marca o nosso País e este menino, como não tinha nada que fazer, deu o pontapé de saída para uma das melhores coisas que fez e da qual se orgulha, a par dos seus filhos: lançar um blogue.

Na altura pensei que as coisas tenderiam a desaparecer. Mas após a mudança para a SAPO tudo se alterou. Vieram os destaques, os comentários, os favoritos e até imagine-se uma entrevista à própria plataforma SAPO.

Caíram também no meu colo exercícios de escrita que eu acabei por desviar para outro espaço, referências noutros blogues e até recebi há alguns anos um pedido para ser referenciado numa tese de doutoramento (nem sei se alguma vez foi discutida ou mesmo referido!!!).

Posto isto no último ano publiquei 685 postais que originaram 2322 comentários, 820 gostos, 220 Favoritos. Já para não falar dos 18 destaques de que fui simpaticamente alvo.

Agora resta continuar a trabalhar para que este espaço continue a ser um local de opinião livre, visões diferenciadas e outrossim um fórum de discussão.

Finalmente um agradecimento muito especial aos leitores e comentadores. Sem as suas palavras e os encorajamentos jamais teria sido possível chegar aqui!

E por hoje creio ser tudo!

A gente lê-se por aí!

Um "covano" que parte!

Marcou definitivamente o meu gosto pela bela e boa música popular.

Ouvi-o vezes sem conta através dos cd's que tenho dele.

Não sendo um ribatejano já que nasceu em Lisboa, ainda assim cresceu nos Riachos pequena povoação ribatejana perto da cidade de Torres Novas.

Cantou muita coisa, mas tendo eu as minhas próprias raízes em Minde não posso deixar de publicar este video onde este cantautor cantou em minderico.

Pedro Barroso morreu na passada segunda feira aos 69 anos de idade.

A música e o país perdem uma enorme referência musical. Diria insubstituível.

Que descanse em Paz.

 

Teletrabalho - uma inovação forçada

Precisamente daqui a três meses estarei reformado. Se bem que oficialmente só seja a 1 de Agosto, mas como tenho férias para gozar... a partir de 16 de Junho digo adeus à minha vida profissional.

No entanto jamais pensei, nem nos meus pensamentos mais radicais, que um dia estivesse em casa a trabalhar para a minha empresa. Sei que a informática evoluiu muito, que agora quase tudo é possível mesmo de forma virtual, mas trabalhar no meu negócio... parece-me, no mínimo, estranho.

Sempre fui uma pessoa de fácil convívio (uma forma mui súbtil de me auto-denominar tagarela!!!). Como também sempre previligiei o contacto pessoal em vez do telefónico.

Porém nada na vida é certo, a não ser a morte e o nosso passado. E de um momento para o outro eis-me em casa a tentar resolver problemas informáticos dos meus utilizadores à distância de um rato ou de um teclado.

Não tenho colegas aqui, nem falo com ninguém, mas estou no meu escritório sujeito à temperatura ambiente que gosto, rodeado de muitos livros e de diversos relógios.

Uma inovação realmente forçada mas com a qual concordo plenamente. A vida e a saúde das pessoas é muito importante e deverá ser tomada como primeira prioridade.

Para os dias que se aproximam

Participámos no primeiro desafio de escrita dos pássaros, mas nunca nos cruzámos em qualquer lugar (ou se calhar sim, nem demos por isso:)). Criou nesse ensaio uma figura fantástica a que chamou de Custódia, uma mulher sem papas na língua e de um humor fantástico. De quem fiquei adepto.

Agora a menina responsável pelo blogue "A casa da gorda" publicou um livro somente disponível através de ebook.

Portanto para os próximos dias que se aproximam este livro poderá ser uma óptima opção de leitura. Não a desperdicem.

likeme.jpg

Mirem-se no exemplo da China

Foi lá que tudo começou.

Mas é lá que as coisas estão a melhorar... enquanto na Europa estão a piorar.

Imagino que haja demasiados interesses instalados que inibam os governos de tomarem posições mais radicais no sentido de travar esta pandemia.

Porém quanto mais tarde os países decidirem por quarentenas forçadas a toda a população pior ficará a situação da Europa. E não há volta a dar isto...

Há que pensar nas populações primeiro. Sem pessoas também não haverá economia.

Portanto seria bom que os governantes olhassem para o exemplo chinês e o seguissem. Sem quaisquer receios e dúvidas.

Para que depois não se arrependam por não terem tomado as decisões correctas no tempo devido.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D