Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

É já amanhã...

... Que se inicia a Volta a Portugal em Bicicleta!

Mas não é por ela que aqui venho...

Amanhã é dia de mais um número da  mais fantástica revista de Portugal, do Mundo e arredores. Chama-se Inominável e vai estar disponível em todas as bancas virtuais.

Espero que gostem deste número que cheira a férias e a Verão!

Boas leituras.

Não se esqueçam de partilhar como quem conhecem. Não custa nada.

A gente lê-se por aí!

 

A morte que veio do Céu

Sinceramente não entendo como foi possível o trágico acidente na praia de São Joâo, na Costa da Caparica.

Não sei como se pilota um avião, mas imagino que deverá haver procedimentos de segurança quanto às pessoas que estão em terra. Digo eu...

Ora esta tarde um homem e uma criança morreram porque um piloto não soube colocar o avião no mar? Faz algum sentido?

Eu sei que os acidentes podem acontecer, mas aterrar na areia quando provavelmente o poderia fazer dentro de água é que me parece ser mais que um acidente, é azelhice e muita irresponsabilidade.

Pronto mais um caso para a nossa morosa justiça resolver. Daqui a uns... sei lá 30 anos devermos ter as responsabilidades atribuídas.

Nessa altura, todavia, já ninguém se lembrará do caso da "Morte que veio do Céu".

Tempo de ditadores

Preocupa-me o crescente ressurgimento de ditadores. Se alguns são já sobejamente conhecidos como é o caso de Raul Castro, que sucedeu ao seu irmão Fidel sem quaisquer eleições democráticas (a voz do povo em Cuba não conta para nada!), outros vão-se erguendo e mostrando ao Mundo o pior dos seus regimes.

Começo certamente por Nicolas Maduro que sucedeu ao malogrado Hugo Chavez. Independentemente das razões e do que cada um possa desculpar ao actual Presidente da Venezuela, a verdade é só uma: a Ditadura existe e brevemente prevê-se que seja muuuuuito pior.

Entretanto do outro lado do Mundo, na Coreia do Norte, Kim Jong-un lidera um país com punho de ferro, olvidando todos e quaisquer direitos humanos. Prepara-se para uma guerra sem a verdadeira consciência no que se vai meter e o que pode originar.

Bem mais perto, entre a Europa e a Ásia, temos agora Erdogan, um conservador turco com diversos assomos ditatoriais. Tal como Maduro, levou a sufrágio alterações que foram aceites e aprovadas e que originou a assumpção de (ainda) mais poder.

Depois temos Putin e Trump. Duas faces de uma mesma moeda, com igual intuito (dominar a seu bel-prazer o mundo), mas diferentes maneiras de agir (ou talvez não!!!).

Obviamente que não esqueço a China e outras ditaduras espalhadas por esse Mundo fora e de quem quase ninguém fala.

Tudo junto preocupa-me o futuro deste planeta. Caminhamos a passos largos para uma outra guerra à escala Mundial com consequências imprevisíveis.

A paz e a liberdade são direitos mundialmente consagrados. Bastava que se lesse a Carta Internacional dos Direitos Humanos, que diz expressamente no seu primeiro artigo:

Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.

Há, no entanto, quem interprete aquela Carta, com quase 70 anos, de forma enviesada, dando assim azo a posturas ditatoriais e sempre em nome dos mais elevados interesses do povo que, na maioria das vezes, não sabe o que lhe irá acontecer.

Estará tudo de férias?

- Pssst, senhor Primeiro-Ministro, pssst. Está por aí?

Já vi que não…

- Oi senhor Ministro das Finanças, consegue ouvir-me?

Outro que também não está…

- Olá pessoal da geringonça, está alguém a trabalhar?

Ninguém me responde…

- Senhor Presidente da República?

Ah ok, já percebi! Está naquela festa comemorativa dos 1250 anos da Associação Associativa dos Sócios Associados.

Bom… era só para avisar Vossas Excelências, caso não tenham percebido, que Portugal bateu mais um record de dívida contraída.

Depois não digam que não vos avisei, sim?

Prometer é fácil...

Não é por vaidade que chamo aqui um comentário que fiz no Delito de Opinião e que este blogue chamou para a primeira página. Nada disso.

No entanto é deveras importante que ilucidemos as pessoas, que demos a conhecer as mentiras e a demagogia que está instalada na nossa democracia (ainda me questiono se isto é democracia???).

Não posso aceitar que invista milhares de euros em projectos de "Melhoria da resiliência da floresta" de forma a evitar fogos e a sua propagação e depois receba cartas a dizer que não há dinheiro para isso.

Pior... é que há dinheiro para projectos bem diferentes e quiçá mais apelativos ou em que os beneficiários serão entidades com mais força dentra da Autoridade responsável pela distribuição dos dinheiros, mas para mim não!

Não aceito, pronto! E falarei disto até que me calem de vez.

Mas seria bom que os técnicos das diversas entidades fossem ao terreno. Que vissem o que fiz e continuo a fazer. 

A expensas próprias.

A verdade é que eu ainda posso alguma coisa. Todavia a maioria dos pequenos proprietários não pode...

Depois não se admirem que arda meio País. 

Pág. 4/4

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D