Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Taxicamente escrevendo!

São 16 horas e mais quarenta minutos e eu tenho consulta no Hospital de Santa Maria às 5 da tarde.

Chove! Logicamente trânsito está caótico. Penso ainda em apanhar o Metro pois estou no Marquês de Pombal e nem tenho de mudar de linha. Mas começo a imaginar no caminho que tenho de andar e o tempo que vou perder ao fazê-lo. Ainda por cima a chover.

Decido então apanhar um táxi.

Há um mesmo em frente do meu trabalho. Toco na janela que se abre e pergunto:

- Leva-me ao hospital de Santa Maria?

A resposta vem em modos de resmungo mas diz que sim.

Entro. A viatura dá a volta ao edífico para apanhar a rua Braamcamp e aceder à Rotunda do Marquês. Porém um pouco mais à frente uma senhora sai com o carro de uma garagem sem se preocupar com os outros que surgem do seu lado direito e acaba por bater no táxi, que mesmo travando não consegue evitar ser abalrroado.

Tudo normal para quem anda na estrada.

Só que eu tenho pressa e o senhor vira-se para mim e diz:

- Desculpe mas vou demorar. Se quiser sair...

A indicação fica no ar. E eu civicamente pergunto:

- Quanto devo?

- Três euros e trinta e cinco.

Dou ao motorista uma nota de cinco euros, recebo o troco e saio em busca de novo transporte. Apanho outro táxi que me leva ao meu destino ainda a tempo.

Porém hoje comecei a pensar no sucedido ontem em plena Lisboa e assaltaram-me duas questões:

- A primeira prende-se com o pagamento... deveria tê-lo feito já que não me levou ao local por mim solicitado? Isto é, o serviço não foi prestado;

- A segunda tem a ver com a distância percorrida. Segundo pude ler a primeira bandeirada são três euros e vinte e cinco mas tem direito a percorrer 1800 metros. A partir daqui são mais 10 cêntimos por cada 212,77 metros.

Ora a distância percorrida pelo táxi entre o lugar onde o apanhei e o sítio onde se registou o acidente não medeia um quilómetro, quanto mais dois que corresponde ao valor que eu paguei: 3,35 euros.

Começo a achar que este negócio de ter um táxi é muito rentável!

 

 

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D