Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Final de Domingo perfeito!

Nada melhor que um concerto com boa música para terminar um fim de semana. Foi o que me aconteceu este Domingo.

Eram 22 horas quando surgiram os primeiros acordes dos Trovante. Em pleno parque central da cidade da Amadora.

Esses mesmo que nos anos setenta e oitante fizeram as delícias de todos nós.

As figuras mais conhecidas deste agrupamento musical estavam lá: Luís Represas e João Gil.

Resumidamente foi um grande momento onde, em quase duas horas, revisitou-se uma série de músicas, autores e poetas.

O concerto começou meio morno, mas depressa os milhares de pessoas que assistiram incorporaram-se no espectáculo. Os Trovante não fizeram a coisa por menos e cantaram para além ddos seus enormes sucessos, temas de Zeca Afonso, Adriano Correia de Oliveira e Fausto.

Após dois "encores", um deles somente com seis músicas, terminou o concerto. Era quase meia-noite.

Ficaram as fotos e os videos, mesmo de qualidade duvidosa como este:

 

 

Mas valeu a pena!

 

 

Ainda o concerto de ontem...

É pena que os telemóveis só tenham competência para tirar "selfies". De outra forma o video que apresento teria outra qualidade. Ainda assim vale a pena ouvir. A última música de um concerto memorável e inesquecível.

Já escrevi mas não me canso de o dizer: foi o melhor espectáculo que vi e ouvi. A emoção de ver e ouvir ao vivo algumas músicas que, durante tantos e tantos anos, me habituei a escutar em CD, foi enorme.

Fica então este pobre registo.

 

 

 

 

 

Mark Knopfler - a qualidade não engana!

Já vi muitos concertos de muitas bandas, mas o  desta noite... encheu-me as medidas!

Mark Knopfler e a sua banda, que não os Dire Straits, foi igual a si próprio. E se alguém porventura ainda duvidasse do que o músico escocês ainda tem para dar à música e a todos nós, bastava terem assistido ao espectáculo de ontem para perceberem que temos homem. E por muito tempo!

Intimista, suave quanto baste, poderoso quando necessário, o compositor de "Sultans of Swing" não deixou os seus créditos por mãos alheias e brindou os milhares de espectadores, que se juntaram no Estádio Municipal de Oeiras, com excelentes músicas, algumas do novo disco e outras bem mais conhecidas. Criou logo de ínício uma interactividade com o público presente que só correu a seu favor.

A banda que acompanhou Knopfler mostrou estar à altura do homem da faixa vermelha, não se intimidando nem com o público nem com o artista principal.

Foram momentos memoráveis difíceis de esquecer.

Pena não poder levar a minha máquna fotográfica de forma a ilustrar este texto. Mas certamente no Youtube não faltarão videos demonstrativos.

Que belíssimo serão!

Só mais uma coisa... Tirando alguns concertos de música clássica, este foi, quiçá, o concerto onde a média de idade dos espectadores presentes rondava a minha. 

 

É hoje, é hoje , é hoje!

Desde Fevereiro passado que ando a aguardar por este dia. Dois bilhetes que me darão e ao meu filho mais novo acesso ao concerto que Mark Knopfler irá brindar os espectadores no "EDP Cool Jazz".

O ex lider dos Dire Straits está em Portugal. Um espectáculo pelo que sei já esgotado e que vai levar diferentes gerações a ver e ouvir o homem de "Money for Nothing".

Durante muitos anos escusei-me de ouvir Dire Straits, nem sei bem porquê. Só muito mais tarde abordei o album "Alchemy" e... fiquei rendido! E tão rendido que vou estar hoje no Oeiras Parque exclusivamente para ver e ouvir Knopfler.

Não é usual deixar aqui videos mas este, creio, que vale a pena ser visto e ouvido!

 

 

 

Iron Maiden , um concerto memorável!

Se há 30 anos, quando comprei o último disco em vinil dos Iron Maiden, dissesse que hoje estaria a vê-los, acompanhado dos meus filhos, responderia que estava completamente louco.

 

Porém, essa foi a realidade desta noite, quando pelas sete e picos me sentei no balcão do Pavilhão Atlântico acompanhado por dois jovens. Equipados os três com t-shiirts da banda, foi com alguma emoção e nostalgia, que durante cerca de duas horas vi e ouvi desfilar um ror de temas, daquela banda inglesa.

 

Um pavilhão repleto de jovens e menos jovens em busca, uns da juventude perdida, outros de referencias no passado para viverem quiçá (melhor) o futuro. Mas é música é assim mesmo: intemporal!
Quanto ao espectáculo, os Iron Miaden foram iguais a si próprios não defraudando ninguém, mesmo os mais cépticos. Parece que exclusivamente para eles o tempo parou, tal é a genica e estaleca que colocam em palco.
Com um "encore" de três músicas e a apresentação dos músicos que evoluiram em palco, deram por finalizado o concerto.
Uma noite fantástica para mais tarde recordar.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D