Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Mudar sabe bem!

Andava com esta ideia vai para uns tempos. As diversas alterações no cabeçalho nestes últimos anos, mesmo que tivessem qualidade, não representavam a imagem daquilo que fui. Só podemos ter futuro se assumirmos naturalmente o nosso passado.

 

Já aqui escrevi que comecei a publicar em 1977 no extinto "Jornal de Almada". Meses mais tarde e neste mesmo jornal regional iniciei uma aventura com outros amigos. Oito anos foi quanto durou... Mas foi muito aliciante o tempo do "Espaço Vivo", assim se chamava a página que o Dr. Gil Antunes, director do Jornal de Almada, nos disponibilizou.

 

Entretanto cada um seguiu a sua vida e o "Espaço Vivo" terminou a sua publicação. Mas a máquina onde escrevi tantos e tantos textos ainda existe! A foto acima comprova-o. A minha Hermes 2000, jamais se cansava!

 

Anos mais tarde escrevi em diversas publicações, algumas também regionais, mas todas sem grande expressão. Falo do "O Arrife", o jornal do Concelho de Vila velha de Ródão, na Revista da minha entidade empregadora, onde fiz parte da equipa redactorial, acabando, no também desaparecido, Jornal "O Alvilela".

 

Finalmente entrei neste mundo da blogosfera, onde tenho sido tratado de forma soberba, não só pela plataforma que aloja este espaço como pelos leitores que me lêem e que muito respeito e estimo.

 

Foi com base no meu passado e nas muitas coisas manuscritas, que pedi ao meu filho mais novo que compilasse tudo e fizesse este novo cabeçalho. Gostei imensamente do seu trabalho e partir de hoje é assim que se apresentará este blogue.

 

Uma mudança que era devida e que me sabe muuuuuuito bem!

 

Erro de avaliação?

Sexta- feira, seis da tarde.

 

Avenida da República em Lisboa.

 

Saio do trabalho para regressar a casa quando deparo com um homem com uma mala de viagem e um papel com um suposto mapa onde pude ler "Google".

O viajante olhava o papel e depois ao seu redor. Percebi que estava perdido.

Aproximei-me e perguntei num inglês possível se necessitava de ajuda.

O cavalheiro olhou para mim e respondeu-me na língua de Camões que agradecia mas não era necessário.

Upps! Um erro de avaliação? Talvez...

A verdade é que saí dali a rir.

Só podia!

Reflexões

Há alturas na vida que adoraria ter uma varinha de condão de forma a colocar tudo no sítio certo.

 

Outras há em que a felicidade não está na chegada mas simplesmente no caminho percorrido.

 

E ainda há aqueles momentos em que desejo apenas que me deixem em paz.

 

E hoje é um desses dias.

A morte do Professor Jacinto Nunes

Acordei hoje com a má notícia do falecimento do Professor Manuel Jacinto Nunes. Um homem que conheci, não como professor, profissão que se orgulhava, mas como responsável pela instituição onde trabalhou tantos anos.

Tive o honrado previlégio de falar com ele diversas vezes. E uma das histórias que guardo dele passou-se vai para muuuuuuuitos anos.

 

Na altura eu era um mero empregado de tesouraria, tendo como função pagar aos empregados e reformados. Certa manhã surgiu à minha frente o Professor que na sua voz serena, comunicou:

- Sou um reformado...

Nem deixei terminar:

- Por favor Professor conhecemo-nos bem...

Só então reparou quem era eu e nessa altura escancarou um sorriso que jamais esquecerei. Sempre foi perguntando:

- Como está?

Respondi e ficámos ali a conversar um pouco.

Foi a última vez que o vi pessoalmente.

 

Com a sua morte Portugal perdeu não só um grande professar mas um homem que foi sempre o exemplo perfeito de como se pode ser um bom governante sem nunca ser político.

 

Descanse em paz!

Agora a (tal) Final!

No início deste torneio Mundial, provavelmente esta seria a hipótese mais remota de uma final. Todavia como o futebol não é uma ciência exacta (e ainda bem!) temos uma Alemanha demolidora contra uma Argentina trabalhadora e que tem vindo a subir de qualidade futebolística na razão inversa que depende de Lionel Messi.

 

A selecção germânica não é imbatível. A Argélia, por exemplo, soube montar bem um esquema que atrapalhou os pupilos de Joachim Lowe. E não fosse o aspecto físico a trair os argelinos, nem imagino o que estaria neste momento aqui a escrever...

 

Por sua vez a selecção do país das pampas começou este campeonato Mundial em velocidade moderada, mas foi ganhando os jogos. Apresentou um futebol de alguma qualidade (não muita), mas teve na união de toda a equipa o seu ponto forte.

 

Assim esta tarde-noite vamos ver um jogo muito táctico, com ambas as equipas a tentarem colocar em jogo os seus melhores trunfos.

 

Não aposto na vitória de nenhuma das equipas. Nem tenho qualquer preferencia.

 

Só quero ver bom futebol!

 

 

 

Mulher coragem!

Tem nome de continente, país, mulher. Tem genica a rodos.

 

Há uns anos uma doença do foro oncológico quase a deitou abaixo. Mas renasceu das cinzas qual Fénix.

 

Ninguém lhe dá a idade que realmente tem. Mas não esconde os seus anos. Tem a mente de uma jovem e um riso sincero das crianças.

 

Vê em cada dia que passa uma oportunidade de viver. Viúva e mãe de uma filha muito doente, ainda assim acredita que amanhã um novo dia nascerá para ser gozado em plenitude.

 

O ano passado uma queda numa grande superfície atirou-a semanas para uma cama e depois para as canadianas. Quebrara a bacia. Um ano depois está curada e cada vez mais preparada para as vicissitudes com que a vida a vai brindando.

 

Numa sociedade em que cada desaire é igual a mais ansiolíticos, a América é, com os seus oitenta e três anos, um exemplo de coragem e tenacidade.

 

Uma amiga que merece ser feliz. Eu sei que é!

Sem espinhas!

 Golo 1 - Vitória justa, justíssima da melhor selecção deste Mundial.

 

Golo 2 - Derrota da selecção organizadora, apresentando muito pouco futebol.

 

Golo 3 - Dois países em choque por razões diversas.

 

Golo 4 - Angela a ter de ir novamente ao Brasil.

 

Golo 5 - Paulo Bento a rir-se e a pensar: ai se o Pepe fosse brasileiro.

 

Golo 6 - Louis van Gaal já tirou notas.

 

Golo 7 - Finalmente Felipão a assumir: o burro sou eu!

Que ganhe… o futebol!

Aproximam-se as meias-finais de um Mundial de futebol que colocou quatro das melhores equipas nesta fase (quase) final. Alemanha, Argentina, Brasil e Holanda vão digladiar-se entre hoje e amanhã para discutirem os dois lugares no Maracana. Um par de jogos que se prevêem muito emotivos e de resultado claramente incerto.

Neste Mundial não tive preferência por qualquer selecção (nem a portuguesa!!!) e nem agora penso nisso. Quem ganhar que o faça apenas com mérito e sem casos.

Curiosamente estas meias-finais resultaram em embates entre selecções europeias contra sul-americanas. Dois estilos de futebol assaz diferente, mas deveras atractivo.

O Brasil apresenta-se hoje sem Neymar nem Thiago Silva, mas nem mesmo estas condicionantes serão suficientes para retirar à equipa da casa algum favoritismo. Só que a Alemanha parece ser uma selecção imune aos estad(i)os de espírito. O treinador alemão conhece bem os seus recursos e sabe com o que pode contar. Disciplinada e assertiva, a selecção germânica tem jogadores com qualidade suficiente para num segundo resolverem qualquer partida.

Amanhã teremos então na outra meia-final duas equipas com percursos bem semelhantes, pois ambas ganharam todos os jogos dos seus respectivos grupos. No entanto a Holanda pareceu bem melhor tanto a nível futebolístico como a nível físico. A Argentina, por sua vez, tarda em convencer os adeptos do futebol da sua qualidade e não fosse Lionel Messi, provavelmente a equipa das Pampas já estaria de férias. E das duas uma: ou a Holanda ressente-se da última jornada com prolongamento e penalidades e a Argentina tem hipótese (mesmo sem Di Maria) de seguir em frente ou muito provavelmente os alvi-celestes vão discutir o terceiro e quarto lugares.

Seja como for perspectivam-se dois jogos de alta qualidade e com emoção a rodos.

Para mim só espero e desejo que o maior vencedor seja o apenas e só… o futebol!

 

 

Também aqui

Hoje de parabéns! - VI

 

Dos quatro elementos que constituíram a banda “The Beatles” sempre achei Ringo Starr como o elo mais fraco.

 

 

Hoje, passadas dezenas de anos após o sucesso da banda de Liverpool, recuo naquela ideia e aceito que Ringo era a pessoa certa na Banda certa.

Mas não é para falar dos The Beatles que aqui venho.

 

Hoje dia 7 de Julho Ringo Starr faz 74 anos. Uma bonita idade para alguém que consciente ou inconscientemente foi um ídolo para uma ou mais gerações.

 

Por isso e com a total certeza de saber que “Sir” Ringo jamais lerá este naco de prosa quero apenas dar-lhe os meus sinceros parabéns e desejar-lhe que a vida lhe continue a sorrir.

 

Fica aqui o registo de uma das (poucas) boas músicas compostas pelo antigo baterista dos “The Beatles”.

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D