Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LadosAB

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

Espaço de reflexões, opiniões e demais sensações!

O (não) caso Cavaco

Estamos na recta final para as eleições legislativas. Aprimam-se os ataques entre partidos e joga-se na antecipação de forma a roubar mais um voto ao adversário.



O caso (se calhar nem foi caso!!!) do assessor do Professor Cavaco serve agora de arma de arremesso entre os diversos partidos. Uns porque o PR não devia ter demitido o tal senhor, ajudando com essa situação o PS. Outros que sim que devia, afastando assim a ideia de que o PSD era favorecido pelo PR.



Bem feitas as contas o PR está longe dessa polémica. Ele fez o que devia em consciência. Não se atemerizou com o que cada partido dizia e demitiu o tal assessor. Simples.



E não tem que dar explicações a ninguém. Da mesma maneira que o PR chama para trabalhar consigo quem quer, demite da mesma forma quem acha que não serve.



O grande problema é que neste rectangulo, à beira-mar plantado, estas tricas é que servem de tema para os discursos da campanha eleitoral. Ninguém quer apresentar projectos, ideias, desejos para alterar o rumo deste país. O que interessa é distrair o povo com coisas de somenos importância deixando o que é realmente importante para os pequenos partidos discutirem.



Infelizmente.

O mundo Português é das Manuelas!

Vejam lá as voltas que o mundo dá.



Primeiro veio a Manuela a cantar "Foram cardos, foram prosas", pegou-se com o antigo presidente do Sporting, João Rocha, foi deputada pelo então CDS e tornou-se numa figura muito mediatica até casar com José Eduardo Moniz. Já na Tvi protagoniza alguns debates bem acesos, especialmente com o bastonário da Ordem dos Advogados, Marinho Pinto e acaba por ser eleita a pessoa mais atacada num congresso do PS. Goste-se ou não dela caíu de pé da TVI.



Entretanto e durante o Cavaquismo nasce para a política outra Manuela. Primeiro como secretária de Estado do Orçamento e mais tarde como Ministra da Educação. Regressa com Durão Barroso ao governo desta vez como Ministra das Finanças. Sai com o actual Presidente da Comissão europeia atravessando um deserto que culmina com a direcção do PSD.



Recuando uns anos bons, houve também uma Manuela na Presidência da Républica. A Eanes esposa do General que não ria. Uma mulher de bom coração e com trabalho feito em ajuda aos mais desfavorecidos.



Manuela Arcanjo uma antiga Ministra de António Guterres e que tratou (mal) da nossa saúde.

 

Como vêem há demasiadas Manuelas no nosso país. Pior que a Gripe A é a Manuelamania que parece alastrar-se.



Ainda por cima não tem cura.



Para já...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D